Avenida Miguel Rosa sofre com problema de iluminação

As quedas e oscilações de energia são muito comuns em vários trechos da avenida, o que tem contribuído para gerar insegurança

A iluminação pública na Avenida Miguel Rosa tem sido um problema rotineiro para os trabalhadores e moradores da região. A luz dos postes vem sofrendo oscilações e, constantemente, deixando a área central, situada entre o Teatro Estação (Espaço Cultural Trilhos de Teatro) e Cemitério São José, às escuras. Dona Maria Elisabete da Costa, que tem um quiosque numa esquina de uma rua que cruza a avenida, relata que a área é bastante perigosa em qualquer horário. Durante a noite a situação piora.

O ponto comercial dela foi arrombado quatro vezes, o que a levou a criar o hábito de fechar as portas do estabelecimento mais cedo que o restante dos comerciantes.

Além disso, ela evita também realizar caminhadas que costumava fazer no local. ?Deixei de fazer caminhada à tardinha porque a luz dos postes é muito fraca e a praça em frente ao quartel é muito escura e com muitas árvores?, explica ela.

Numa das funerárias localizadas na Miguel Rosa, o funcionário José Dias informou que no seu último plantão, na sexta-feira passada (07), as luzes do poste estavam oscilantes: ?À noite elas apagam várias vezes. Ficam dez, vinte minutos apagadas e depois voltam mais fracas e apagam de novo. Às vezes ficam piscando a noite inteira?, disse.

Acrescentou ainda que quando a escuridão se prolonga, seu patrão comunica à prefeitura, que costuma realizar atendimento em média um dia depois.

A coordenação de iluminação pública da SEMDHU (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Habitacional) justifica que as oscilações podem ter ocorrido devido problemas na rede de energia elétrica e assegura que vai encaminhar uma equipe técnica para verificar se a falha no funcionamento se deu realmente por causa da estrutura dos postes.

Fonte: Francisco Lima e Vicente de Paula