Avenida Presidente Kennedy terá faixa exclusiva para ônibus coletivos

De acordo com José Falcão, diretor de trânsito diário da STRANS, Teresina está adotando uma postura nacional.

 

As mudanças na sinalização da Avenida Presidente Kennedy dividem as opiniões dos condutores. Desta vez, a novidade da Superintendência de Transporte e Trânsito (STRANS) é a aplicação de uma faixa exclusiva para ônibus que, embora diminua o espaço na pista para os outros veículos, busca otimizar os serviços do transporte público.

Essa é a primeira via da zona Leste de Teresina a ter este tipo de sinalização horizontal. De acordo com José Falcão, diretor de Trânsito e Sistema Viário da STRANS, Teresina está adotando uma postura nacional. “É uma medida feita no Brasil inteiro. Queremos estimular as pessoas a usarem o transporte público.

Escolhemos a Kennedy porque ela é muito utilizada para dar acesso aos bairros mais distantes da zona Leste ao centro de Teresina”, declara. As faixas serão aplicadas do cruzamento da Avenida Presidente Kennedy com a Rua Jornalista Dondon até a rotatória do São Cristóvão.

Para os comerciantes, a intervenção da STRANS não é vista com bons olhos. “Como minha loja tem estacionamento próprio, acho que não vai atrapalhar. Mas alguns clientes estacionam os carros do outro lado da rua, na lateral, vão ser prejudicados. Esses que param do outro lado e fazem isso porque já foram prejudicados com as mudanças nos sinais e o fechamento de todos os retornos”, pontua o empresário Mário Henrique.

E o condutor, que também já não estava satisfeito com as intervenções realizadas na via, também não gostou das novas faixas. “Essas faixas são terríveis, e, sem dúvida, piora e engessa o trânsito. Aqui em Teresina não tem nem esse tanto de ônibus para precisar de uma faixa só pra eles. Além disso, os sinais vivem quebrando e o número de carros nas ruas só aumenta”, reclama Paulo Roberto Filho.

Já para Elvys Garcia, que mora próximo às intervenções, a faixa tem seus lados negativo e positivo. “A faixa de ônibus é essencial para melhorar o transporte público, mas o grande problema é que ela diminui o espaço para os carros, o que complica e muito o trânsito. Sobre o estacionamento nas ruas eles estão certos, porque vai da consciência de cada um”, relata.

Teresina vai ter mais faixas exclusivas

A Avenida Frei Serafim e as Ruas Coelho de Resende e Pires de Castro já possuem o sistema de faixas exclusivas para ônibus. E, além da Avenida Presidente Kennedy, as Avenidas Miguel Rosa, Barão de Gurgueia e Henry Wall de Carvalho, zona Sul de Teresina, também receberão a pintura das faixas nas laterais do tráfego. Com a ação, busca- se tornar a circulação de ônibus mais célere nestes pontos da cidade.

Os horários para o tráfego nas novas vias serão diferenciados das que já possuem a faixa exclusiva. Em dias úteis, a faixa estará exclusiva para os ônibus das 6h às 8h30, das 11h30 às 14h30 e das 17h às 19h. E aos sábados, que o acesso estará disponível para o transporte público das 6h às 8h30 e das 11h30 às 14h.

Tempo de espera deve diminuir em 15 minutos

As faixas exclusivas para ônibus devem diminuir o tempo de espera dos usuários do transporte público nos ônibus, em 15 minutos. “Digo isso com relato de motoristas que já notaram a diferença em outros pontos onde foi adotado o sistema”, pontua José Falcão. Sobre a fiscalização da via, serão implantados sistemas de câmaras e agentes circularão pelo local.

Segundo o Art.184, inciso I, é proibido “transitar com o veículo na faixa ou pista da direita, regulamentada como de circulação exclusiva para determinado tipo de veículo, exceto para acesso a imóveis lindeiros ou conversões à direita”. Considerada uma notificação grave, o motorista está sujeito a multa de 127,68.

Clique aqui e curta o Meionorte.com no Facebook

Fonte: Lucrécio Arrais