Banco de Leite da Dona Evangelina Rosa passa por situação delicada

Banco de Leite da Dona Evangelina Rosa passa por situação delicada

- Precisamos urgentemente de doações. Estamos com estoque de leite muito reduzido, diz coordenadora.

O Banco de Leite da Maternidade Dona Evangelina Rosa está passando por uma situação delicada. Mas um gesto simples pode garantir a vida e o bem-estar das dezenas de bebês que nascem no local todos os dias: a doação de leite humano.

Nas últimas semanas, o número de doações diminuiu consideravelmente e deixou a maternidade em estado de alerta, com o estoque de leite materno praticamente zerado. De acordo com a nutricionista Vanessa Paz, coordenadora do Banco de Leite, a situação é preocupante já que, nos feriados e festas de final de ano, as doações diminuem drasticamente.

?Precisamos urgentemente de doações. Estamos com um estoque de leite muito reduzido. Necessitamos de doadoras permanentes para suprir as demandas da maternidade?, alerta. Por dia, a maternidade precisa distribuir cerca de sete litros do alimento aos recém-nascidos. O alarmante é que, atualmente, a quantidade coletada não passa dos três litros/dia.

O leite recolhido garante a vida de bebês prematuros ou que nasceram com problemas neurológicos ou respiratórios que comprometam sua amamentação. Recém-nascidos como o da dona de casa Rosimar dos Santos, 31 anos, precisam urgente de doação de leite humano.

?É muito importante que as pessoas se sensibilizem e doem. O leite pode garantir a vida do meu filho, que nasceu prematuro, e de tantas outras crianças que nascem aqui na maternidade?, ressalta. Érick, filho da jovem Eliane de Sousa, 24 anos, também precisa da doação de leite. Ele nasceu de 32 semanas e precisa ganhar peso.

?O leite doado vai ajudar no crescimento do meu filho. Ele mama muito e só o meu não é suficiente. É importante que mães que têm leite em abundância doem?, pede. Rosane Nunes, de 22 anos, teve bebê há pouco menos de um mês e sentiu a necessidade de doar.

?Tenho muito leite. Fiquei sabendo que o banco de leite da maternidade estava precisando e então resolvi doar. Pretendo me tornar uma doadora assídua agora?, conta. Mas, o caso de Rosane não pode ser isolado.

Segundo a coordenadora do Banco de Leite, a Evangelina Rosa precisa de no mínimo 40 doadoras efetivas para suprir suas necessidades diárias.

A maternidade desenvolve internamente um trabalho de conscientização para que as mães ajudem o Banco de Leite e, de acordo com Vanessa Paz, ainda este ano, a Secretaria Estadual de Saúde deve realizar uma campanha publicitária para a doação de leite humano.

A ideia é mostrar para as mães de Teresina a falta de leite e a importância da doação. O Banco de Leite da Maternidade Evangelina Rosa é o único público do Piauí. Cerca de 40 bebês precisam diariamente de doações.


Banco de Leite da Dona Evangelina Rosa passa por situação delicada

Higiene é fundamental na hora de doar

A coleta do leite pode ser feita em casa. A maternidade tem uma equipe responsável por ir à casa das doadoras recolher o leite doado. A doadora só vai precisar de um frasco (Ex: maionese ou café solúvel) esterilizado e de boa vontade para doar.

Vanessa Paz esclarece que também são necessários cuidados com a higienização do seio e com o controle da temperatura do leite ao ser armazenado.

?Para esterilizar o frasco a doadora deve fervê-lo em uma panela de maneira que todo o vidro seja coberto com água. Esse processo tem que durar por mais ou menos 15 min, a contar a partir da fervura. Depois, deixe- os escorrer em pano limpo até secar. Após isso, feche os vidros sem tocar na parte interna?, explica.

Vanessa Paz também explica os procedimentos adotados na hora de higienizar o seio para a doação. ?Antes de doar, a mulher deve lavar as mãos, os braços e os seios com água e sabão?, explana a nutricionista.

Fonte: Juarez Oliveira