Dica: baterias sem manutenção precisam ter nível de água cheio

É classificada como “livre de manutenção” toda bateria construída com uma liga de chumbo

Até mesmo as baterias sem manutenção podem precisar de complemento no nível de água. Mas isso depende do tipo de bateria que o motorista possui em seu carro.



De acordo com a Johnson Controls, fabricante das baterias Heliar, é classificada como ?livre de manutenção? toda bateria construída com uma liga de chumbo que proporciona uma perda de água menor que 2 g/Ah (grama / Amper hora), segundo a norma NBR 13048.

Há modelos que possuem rolhas e outros que são selados (não permitindo o acesso ao eletrólito da bateria). No caso da bateria livre de manutenção com rolhas, o fabricante recomenda seu uso em veículos que rodem mais de 12 horas por dia ? regime de trabalho muito intenso, como ocorre notoriamente com veículos de transporte de passageiros ou de carga. Sâo essas as baterias que permitem que o nivel de água seja avaliado e completado.

Em táxis, por exemplo, deve-se fazer a inspeção a cada 90 dias. A empresa recomenda ainda a verificação do sistema elétrico a cada seis meses, a fim de detectar anomalias no alternador, regulador de tensão, cabos e motor de partida.

Já as baterias seladas são indicadas apenas para veículos que rodem, em média, três horas por dia (a maior parte da frota nacional). Como são menos exigidos, esses componentes sofrem desgaste bem menor ? por isso que não existe a necessidade de verificação periódica.

Baterias tradicionais

Para quem ainda lança mão de baterias tradicionais, que precisam de cuidados maiores, Rubens Venosa, proprietário da oficina Motor Max, recomenda que o dono do veículo verifique pelo menos a cada dois meses como está o nível do líquido que cobre suas placas. ?É importante utilizar água destilada ou desmineralizada para evitar que o cloro presente na água corrente contamine os elementos presentes na bateria?, explica o especialista.

Além disso, Venosa lembra que o ideal é que o nível de água adicionada fique cerca de um centímetro acima das placas, não mais que isso para evitar vazamentos. ?A bateria também possui ácido sulfúrico, que, quando vaza, corrói o que estiver pelo caminho.?

Fonte: Auto Esporte