Bêbe achado em roda de veículo emociona policial: "Foi covardia"

Bêbe achado em roda de veículo emociona policial: "Foi covardia"

Criança foi encontrada por um caminhoneiro atrás da roda do veículo.

?Com 28 anos trabalhando na Polícia Militar, esse foi o fato que mais me emocionou?, informou o Sargento Bonfim, locado no 12º Batalhão da Polícia Militar de Camaçari ? Região Metropolitana de Salvador. O sargento foi responsável por socorrer a tempo uma criança com um dia de vida encontrada na noite desta quarta-feira embaixo de um caminhão, em um posto de gasolina da cidade.

?Estava na ronda quando recebi a informação e me encaminhei diretamente para o posto. Lá encontrei com o caminhoneiro que achou a criança. Ele ouvi o choro e desceu do caminhão, que estava parado. A menina estava atrás da roda dianteira?, relatou o sargento.

A criança, com pouco mais de um dia de vida, foi levada para a pediatria do Hospital Geral de Camaçari, onde permanece internada. ?Ela estava ainda com o cordão umbilical, que estava em perfeitas condições. Quando a peguei no colo ela chorava muito. Estava de fralda. Assim que a peguei no colo, enrolei a menina em uma camisa minha e levei para a unidade hospitalar?, diz.

Ele conta que ficou muito emocionado por ter socorrido a criança: ?Essa é a terceira vez que encontro uma criança recém-nascida. As outras vezes, quando cheguei, as crianças já estavam mortas. Dessa vez, fiz de tudo para poder chegar rapidamente ao hospital, para a criança sobreviver. Foi um ato covarde da mãe da menina. Se o motorista do caminhão não tivesse ouvido o choro, ele teria saído com o caminhão e o pior teria acontecido?.

O caso

Um bebê recém-nascido, com um dia de vida, foi encontrado por um caminhoneiro em posto de combustíveis localizado na avenida Radial A, na cidade de Camaçari, vizinha à capital, nesta quarta-feira (13). Segundo uma testemunha, um caminhoneiro reparou a presença da criança no momento em que ele iria ligar o veículo e acionou a polícia.

De acordo com a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), o bebê, que é do sexo feminino, exibia o cordão umbilical, ainda comprido e amarrado, e estava desidratado, quando deu entrada no Hospital Geral de Camaçari, onde está internado.

A unidade de saúde acredita que a mãe fez o parto em casa, devido à presença do cordão, e deixou depois abandonou o bebê no posto de combustível. A vítima está internada no berçário e passa bem.

Fonte: G1