Menina roubada da barriga só deixará hospital com a mãe

Menina roubada da barriga só deixará hospital com a mãe

Suspeita do crime foi presa e criança passa bem

A criança roubada de dentro da barriga da mãe deixará o hospital Ana Braga, em Manaus (AM), só quando a mãe também receber alta. Elas estão no mesmo hospital, e de acordo com a Secretaria de Saúde da capital, as duas passam pelo mesmo risco de contrair uma infecção e ainda não há previsão de quando voltam para casa.

A criança estava para nascer, quando a mãe, Odete Barreto, de 22 anos, foi raptada por Daiana dos Santos, de 21 anos. A vítima foi atingida com uma tábua na cabeça e desmaiou. Com uma lâmina de barbear, Daiana abriu a barriga da gestante e retirou o bebê.

Odete foi atendida inicialmente no hospital João Lúcio, onde passou por uma cirurgia, mas foi transferida na manhã de sexta-feira (28). De acordo com o médico Décius Gama, ela chegou com um quadro hemorrágico e respirando com ajuda de aparelho. A criança teve um corte no braço e nas costas.

Segundo o delegado Adriano Félix, a suspeita vai ser indiciada por tentativa de homicídio.

? A partir do momento que o médico informou que ela não estava grávida e sim com um mioma, ela ficou apavorada e queria um filho, tendo em vista que estava com medo do marido largá-la por não estar grávida.

A suspeita está em uma cela especial isolada das outras presas na Cadeia Feminina Complexo Penitenciário Anísio Jobim. Além da situação psicológica, ela sofre ameaças das outras detentas.

O caso

Um cinegrafista amador registrou o desespero dos moradores do bairro logo depois do nascimento da criança. A vizinha, que todos achavam que estava grávida, recusava-se a entregar o bebê que dizia ser dela.

Suspeita termia perder o marido

No entanto, a verdadeira mãe da criança foi encontrada dentro da casa. Odete estava ferida, embaixo de uma caixa e foi levada em estado grave para o hospital.

Segundo a polícia, a suspeita tentou roubar a criança logo após descobrir que não estava grávida, como imaginava. Para atrair a gestante até a casa, a mulher, que fez o parto à força, prometeu dar roupas ao bebê.

Fonte: r7