Bebês de seis meses conseguem diferenciar o certo do errado

Após apresentação de fantoches, crianças preferiram os heróis aos vilões

Uma pesquisa recente concluiu que aos seis meses de idade os bebês já conseguem distinguir o certo do errado. Pesquisadores deixaram que os bebês assistissem a apresentações de fantoches com personagens do bem e do mal, ou seja, heróis e vilões.

Depois, os estudiosos pediram para as crianças que apontassem seus preferidos. A maioria escolheu os ?bons?.

A experiência, coordenada por psicólogos do Centro de Cognição Infantil da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, contradiz a versão geralmente apresentada por profissionais da psicologia que se baseiam na teoria de Sigmund Freud, segundo a qual os bebês nascem ?amorais? e adquirem senso de certo e errado por meio de condicionamentos ao longo da vida.

Em outro experimento, bebês com idade entre seis meses e um ano assistiram a um filme de animação em que uma bola vermelha com olhos tenta subir um morro, enquanto um quadrado amarelo tenta ajudar a empurrá-la por trás e um triângulo verde tenta forçá-la de volta para baixo.

Após o filme terminar, as três formas geométricas foram apresentadas separadamente às crianças. Em 80% dos casos, elas ficaram mais tempo olhando para a figura mais útil, de acordo com a cena vista anteriormente.

Paul Bloom, professor de psicologia que coordena a equipe de estudo, comentou o resultado.

- Há crescentes evidências que os seres humanos têm um senso moral rudimentar desde o início da vida.

Peter Willatts, professor da Universidade de Dundee, no Reino Unido, disse ao jornal Telegraph que essa maneira de analisar os bebês é muito apropriada.

- Você não pode entrar na mente do bebê. Você não pode perguntar-lhes. Você tem que ir no que mais atrai a atenção deles. Nós sabemos agora que no primeiro semestre de vida os bebês aprendem coisas muito mais rápido do que pensávamos ser possível.

Fonte: r7