Beltrame diz que UPPs entraram em "verdadeiras megalópoles do crime"

Beltrame avalia que a implementação das UPPs tem sido bem-sucedida, apesar da incidência de violência e crimes em algumas comunidades ocupadas

O secretário de Segurança do Rio de Janeiro, José Mariano Beltrame, disse em entrevista coletiva nesta quinta-feira que o planejamento feito há cinco anos pelo governo do Estado previa ocupar 40 comunidades com Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). Com a ocupação da Vila Kennedy, foi instalada a 38ª UPP do Rio e o programa se encaminha para o final de seu objetivo. Beltrame avalia que a implementação das UPPs tem sido bem-sucedida, apesar da incidência de violência e crimes em algumas comunidades ocupadas.

"Nós não temos problema em 38 UPPs. Nós temos problemas de ameaça ao programa em duas áreas, que são as mais populosas - as que chegam perto ou ultrapassam 100 mil habitantes. Temos problemas, e eles são difíceis de resolver por causa da tirania do tráfico, que age com terror para cima dos policiais à medida que se sente ameaçado", garantiu o secretário.

"Nunca ninguém mexeu no território do tráfico. Nunca ninguém retirou território do crime. Nós estamos fazendo isso", afirmou Beltrame, explicando por que a polícia encontra resistência de traficantes dentro das comunidades ocupadas. "Nosso programa é ousado. Nós entramos em verdadeiras megalópoles do crime", justificou ele.

Fonte: Terra