Biblioteca da Associação de Cegos do Piauí está destivada

A biblioteca está passando por dificuldades estruturais e financeiras

A biblioteca da Associação de Cegos do Piauí está passando por dificuldades estruturais e financeiras, é o que afirma Luís Martins Barroso, músico, chefe do setor de cultura e do estúdio de gravação da instituição. ?A biblioteca tem mais de 30 anos e está desativada. Suas condições atuais são precárias, principalmente os livros em braile, que são muito antigos?, lamenta-se Barroso, também deficiente visual.

Ele explica que a meta da associação, localizada no bairro São Pedro, zona sul de Teresina, é transformar a atual biblioteca em uma audioteca. ?Para que isso ocorra, estamos tentando um convênio com a Fundação Dorina Nowill para Cegos, de São Paulo, aproveitando também o acervo em braile existente?, revela o músico, acrescentando que os membros da associação irão se reunir ainda nessa semana para discutir sobre a questão.

Segundo Barroso, a Associação de Cegos do Piauí, que foi fundada no dia 21 de junho de 1967, tem alcançado êxito nas suas demais áreas de atuação, apesar das adversidades. ?Nosso objetivo maior é promover a inclusão social do cego, colocando-o no mercado de trabalho. Com muita luta temos conseguido vencer esse desafio?, afirma.

Fonte: Fábio Maciel