Blecaute faz maternidade sem gerador transferir cinco bebês às pressas de UTI

O hospital é referência na região de Bauru para os partos feitos pela rede pública de saúde

A falta de energia que atingiu dez estados brasileiros e o Paraguai causou uma situação dramática em uma maternidade de Bauru, a 329 km de São Paulo. Cinco crianças que estavam internadas na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) precisaram ser transferidas às pressas para outro hospital da cidade porque o local não tinha gerador.

A queda de energia às 22h13 pegou todos de surpresa ? principalmente os funcionários da Maternidade Santa Isabel. Apesar de o local abrigar uma UTI pediátrica, o hospital não tem gerador de energia.

?Basicamente, todos os aparelhos da UTI funcionam com energia elétrica. A monitoração cardíaca, o respirador, que tem uma bateria que dura três horas?, explicou o pediatra Felinto dos Santos Neto.

O hospital é referência na região de Bauru para os partos feitos pela rede pública de saúde. ?Por várias vezes, nós formalizamos a necessidade de receber um gerador?, disse o diretor da maternidade, Antonio Henrique.

Dentro do hospital, os funcionários tiveram pressa para salvar as crianças. No total, seis estavam internadas no local. Entretanto, apenas cinco foram transferidas após três horas. O sexto bebê, com problemas renais, teve que permanecer no local porque não suportaria a remoção.

Um equipamento foi improvisado para manter o bebê na UTI. A TV Tem, afiliada da TV Globo na região, emprestou um gerador para a maternidade para que a criança fosse mantida no local.

Fonte: g1, www.g1.com.br