Bolsa de soro quente arrebenta e queima mulher em cirurgia

O diretor do hospital pediu desculpas e disse que acidentes podem ocorrer em qualquer operação.

Uma mulher sofreu queimaduras no braço durante uma cirurgia de vesícula em um hospital particular na Ilha do Governador, zona norte do Rio de Janeiro. O Conselho Regional de Medicina vai abrir sindicância para apurar as circunstâncias do incidente.

Rozi Pereira acredita que foi vítima de erro médico e está abalada com a situação. Ela contou que não recebeu nenhuma explicação do ocorrido.

A direção do hospital confirmou que ela sofreu as queimaduras dentro da sala de cirurgia e disse que é rotina aquecer o soro fisiológico em forno micro-ondas. Mas no caso de Rozi, uma embalagem estourou por conta do calor excessivo e caiu no braço dela.

O diretor do hospital pediu desculpas e disse que acidentes podem ocorrer em qualquer operação.

O caso está sendo investigado pela polícia como lesão corporal culposa, quando não há intenção de matar.

O laudo que vai apontar as causas da queimadura ficará pronto em 15 dias.

Fonte: R7, www.r7.com