Bombeiros encontram corpos das irmãs desaparecidas

Um dos corpos foi encontrado a 50 metros do local onde a lancha afundou.

Os Bombeiros do Distrito Federal encontraram na manhã desta terça-feira (25) os corpos das duas irmãs desaparecidas no Lago Paranoá, desde a madrugada do último sábado (22), após o naufrágio de uma lancha.

O primeiro corpo foi encontrado às 9h20, a 50 metros do local onde estava a lancha. O segundo corpo foi achado às 10h30, a 25 metros do local onde estava a lancha.

O pai das jovens confirmou que os corpos eram de suas filhas, mas disse aos bombeiros que não poderia fazer o reconhecimento no local. Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML).

O acidente ocorreu por volta das 3h30, depois que um grupo que participava de uma festa, no Lago Norte (região nobre da Capital), resolveu dar uma volta no barco. Um vídeo feito pelo celular de um rapaz que estava em outro barco mostra que a lancha que afundou estava com mais gente do que a capacidade.

A lancha tinha capacidade para seis pessoas, mas, segundo testemunhas, havia pelo menos 11 a bordo. O condutor da lancha, José da Rocha Costa Júnior, de 33 anos, nadou por cerca de um quilômetro até a margem em busca de socorro, enquanto outro sobrevivente nadou em direção oposta e foi encontrado na outra margem do lago.

A equipe de salvamento resgatou seis pessoas que conseguiram se manter flutuando na região onde o barco desapareceu. De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o condutor da lancha havia consumido bebida alcoólica, mas o teor encontrado não caracteriza estado de embriaguez. O teste registrou 0,15 g/l. A equipe de salvamento encontrou apenas três coletes salva-vidas.

Fonte: g1, www.g1.com.br