Brasil é eleito para vaga rotativa do Conselho de Segurança da ONU

Gabão, Líbano, Bósnia e Nigéria também foram eleitos.

 O Brasil foi eleito nesta quinta-feira (15) para uma das dez cadeiras provisórias do Conselho de Segurança das Nações Unidas. A indicação vale para os anos de 2010 e 2011. Gabão, Líbano, Bósnia e Nigéria também foram escolhidos.

Eles e o Brasil vão substituir Burkina Fasso, Costa Rica, Croácia, Líbia e Vietnã como membros sem poder de veto. A candidatura brasileira não teve nenhum adversário. Ela teve respaldo de 182 dos 190 países-membros que participaram da votação. Sete se abstiveram, e um votou na Venezuela, que nem mesmo era candidata. No biênio 2010-11, o conselho também estará formado por: Áustria, Japão, México, Turquia e Uganda (que cumprem mandato até fim de 2010), além dos cinco membros permanentes (China, França, Estados Unidos, Reino Unido e Rússia). É a décima vez que o Brasil ocupa um assento eletivo no Conselho.

O país aspira a uma vaga permanente. As prioridades do país em sua atuação no conselho, segundo nota do Itamaraty, incluem a estabilidade no Haiti, a situação na Guiné-Bissau, a paz no Oriente Médio, os esforços em favor do desarmamento, a promoção do respeito ao Direito Internacional Humanitário, a evolução das operações de manutenção da paz e a promoção de um enfoque que articule a defesa da segurança com a promoção do desenvolvimento socioeconômico.

 Ainda segundo o Ministério de Relações Exteriores, o Brasil foi membro do conselho nos seguintes períodos: 1946-47, 1951-52, 1954-55, 1963-64, 1967-68, 1988-89, 1993-94, 1998-99 e 2004-05.

Fonte: g1, www.g1.com.br