Brasil está entre os 5 países com mais risco de sequestro

Brasil está entre os 5 países com mais risco de sequestro

Brasil está entre os 5 países com mais risco de sequestro

1. México

Só em 2013, o país teve 1.583 registros de sequestros – o número é considerado pequeno, uma vez que a maioria dos casos podem não ter sido declarados. Os locais mais perigosos com relação a sequestro são as regiões de Juarez, Tijuana e Tampico. A maioria das ocorrências envolve cidadãos mexicanos, não turistas. Ainda assim, vale tomar mais cuidado.

Em casos de sequestros a turistas, as vítimas são geralmente abordadas e ficam em cativeiro por uns dias até que todo o dinheiro que elas têm no banco seja sacado – como geralmente há um limite de saque diário, você pode ficar preso até que sua conta seja limpa. Há também quem fique preso até que a família do sequestrado envie uma quantia determinada de dinheiro aos criminosos.

Para evitar esse tipo de problema, mantenha-se na região mais turística da cidade, perto do hotel onde você está hospedado. Também é sempre bom sair em grupos e não confiar em táxis não licenciados.


2. Haiti

Ao todo, 162 registros foram feitos em 2012. Os crimes acontecem em todas as regiões do país, e, de acordo com um relato divulgado há dois anos, “ninguém está a salvo quando o assunto é sequestro, independente de ocupação, nacionalidade, raça, gênero ou idade”. Ainda assim, a maioria das vítimas são haitianos.

O país é conhecido por ser perigoso para turistas desavisados, então, se você resolver visitar o Haiti, é sempre bom fazer um itinerário mais conhecido e contar com a ajuda de guias turísticos.


3. Brasil

Nosso país está na lista devido ao registro de 1 mil sequestros em 2012, principalmente em São Paulo e no Rio de Janeiro. De acordo com a pesquisa, as pessoas mais sequestradas por aqui são as que têm parentes ricos ou famosos.

Os turistas, ao que parece, não são tão ameaçados com esse problema em terras tupiniquins. Ao contrário do México, onde muitos dos sequestros têm relação com o tráfico de drogas, aqui no Brasil a coisa tem mais a ver com questões puramente financeiras mesmo.

As dicas para quem vai visitar São Paulo e Rio de Janeiro incluem não dar banca de muito rico. E aí, você concorda?

4. Filipinas

No ano passado, 150 sequestros foram registrados no país. As regiões mais perigosas ficam no sul das Filipinas, especialmente em Zamboanga, SW Mindanao e no arquipélago de Sulu – todas as regiões cercadas de lindas praias. As vítimas, nesse caso, são divididas entre turistas da China, da Europa, da Austrália e dos EUA.

Os responsáveis pela maioria dos sequestros são terroristas e piratas. Em alguns casos, há finais trágicos envolvendo decapitação, especialmente quando o governo do país se recusa a colaborar.

Se mesmo assim você quer conhecer as Filipinas, tente escolher atrações nas regiões centrais e também ao norte do país.


5. Índia

Lá, 2.975 sequestros foram registrados em 2010. O país sofre principalmente com o rapto de crianças, sendo que o sequestro de adultos ocorre nas cidades maiores e mais populosas. Além das crianças, há muitos cidadãos indianos de classe média no alvo dos criminosos. Turistas e estrangeiros são raramente escolhidos.

Sequestradores indianos são cheios de peculiaridades e muitas vezes sequestram pessoas pobres, quando precisam de pouco dinheiro e rapidamente. Esses criminosos raramente matam suas vítimas e costumam pedir recompensas baixas. Além de tudo, é relativamente fácil negociar com eles.

Como já falamos, turistas não costumam ser o alvo favorito desses criminosos, ainda assim, se você resolver conhecer o país, é bom tomar algumas precauções, como não sair com grandes quantias de dinheiro ou carregando itens de valor.


Fonte: megacurioso.com.br