Brasil inicia operação na fronteira para blindar Copa das Confederações

A operação Ágata 7 envolve 25 mil militares distribuídos nos 16.886 km de fronteira que o Brasil compartilha com nove países sul-americanos

O Brasil iniciou neste sábado uma vasta operação militar nos mais de 16 mil km de fronteira, a pouco menos de um mês do início da Copa das Confederações, considerada como evento-teste para o Mundial do ano que vem, informou o Ministério da Defesa.

A operação Ágata 7 envolve 25 mil militares distribuídos nos 16.886 km de fronteira que o Brasil compartilha com nove países sul-americanos, além da Guiana Francesa. Também participam agentes da Polícia Federal, de ministérios e de cerca de vinte agências governamentais. "Esta operação é a maior mobilização realizada pelo governo brasileiro no combate aos ilícitos entre o Oiapoque ao Chuí", informou o Ministério da Defesa em comunicado.

A Ágata 7 ocorre na véspera da Copa das Confederações, competição de futebol que será realizada em seis cidades-sede: Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro e Salvado" entre 15 e 30 de junho. Os militares focarão os esforços no combate à atividades como narcotráfico, contrabando, tráfico de armas e munição, crimes ambientais, contrabando de veículos, imigração ilegal, conflitos indígenas e mineração ilegal. A operação também trará assistência médica às muitas comunidades carentes.

O Ministério não revelou o custo da megaoperação iniciada neste sábado nem respondeu às perguntas da AFP sobre o assunto. O plano Ágata é coordenado pelo Ministério da Defesa e o comando do Estado Maior em conjunto com as Forças Armadas.

Fonte: Terra