Brasileiros estudam menos de 4h por semana

O Brasil aparece, em vista da baixa dedicação de estudos, em 27º lugar no ranking

CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DESTA TERÇA-FEIRA (16) DO JORNAL MEIO NORTE 

Os estudantes brasileiros com 15 anos de idade dedicam em torno de 3,3 horas de estudos por semana. Isso, segundo a avaliação do Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Alunos), apresentada no início deste mês, que pretende medir o conhecimento e a habilidade de leitura, matemática e ciências.

O exame foi aplicado no ano de 2012, para 510 mil alunos de 39 países que fazem parceria com a OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico), dentre eles estão o Brasil, Alemanha, Estados unidos, China, Peru e Argentina. Sendo que alguns deles, ocupam as mesmas posições no ranking.

O Brasil aparece, em vista da baixa dedicação de estudos, em 27º lugar no ranking. Em contraposição, a Rússia se encontra em 1º, com 9h de estudos semanais, o 2º lugar é da Itália, com 8h, já o 3º lugar é da Irlanda, em que estudantes dedicam 7h por semana para concluir as atividades escolares.

De acordo com Nádia Pinheiro, psicopedagoga, o ideal é que os estudantes dediquem 4 horas por dia, para revisar e realizar as lições de casa, e também que a família oriente os filhos a cumprirem essa meta, controlando o uso de distrações tecnológicas. “O ideal é que os alunos façam suas atividades de casa em 4 horas por dia. O que tem ocorrido muito é que a família tem deixado os filhos muito à vontade e sem acompanhamento adequado. Para quem está em fase de desenvolvimento, isso não é recomendado, porque tendem a se distrair com mais facilidade. Ainda mais com a tecnologia cada dia mais acessível a eles, como o celular, videogames e até mesmo a televisão atrapalham muito na concentração”, garante a psicopedagoga.

Fonte: Jornal MN