Britânico em lua de mel morre atacado por tubarão

"Ainda não temos o resultado da autópsia, mas ele certamente perdeu muito sangue", disse o porta-voz da polícia Jean Toussaint

Um britânico morreu após ser atacado por um tubarão enquanto passava a lua de mel nas Ilhas Seychelles, no Oceano Índico.

Ian Martin Redmond, de 30 anos, perdeu um braço e sofreu ferimentos nos quadris durante o ataque por volta das 17h de terça-feira, horário local. Ele foi retirado do mar com vida e levado a um hospital, mas não sobreviveu, segundo relatos da polícia.

"Ainda não temos o resultado da autópsia, mas ele certamente perdeu muito sangue", disse o porta-voz da polícia Jean Toussaint.

Ele e a esposa estavam na segunda semana de lua de mel e voltariam para casa no domingo.

Redmond teria sido morto enquanto nadava na praia de Anse Lazio, na ilha de Praslin, que foi local de um ataque parecido há pouco mais de duas semanas. Segundo relatos de testemunhas, um francês teria sido morto no incidente anterior.

Captura

Jeanne Vargiolu, dona de um restaurante local, disse ter ido até a praia após ouvir sirenes e soube pela polícia que um turista havia sofrido um ataque de tubarão.

"Eu vi a esposa dele conversando com cerca de cinco pessoas, acho que um deles era inglês, e dizendo que tinha esperanças de que ele ainda estivesse vivo", contou ela.

Vargiolu disse que sua família vive naquela praia há 36 anos e que os dois ataques deste mês foram os primeiros que ela viu.

"Deve ter sido o mesmo tubarão que atacou 16 dias atrás."

A polícia anunciou ter fechado a praia a partir da manhã desta quarta-feira e anunciou que vai colocar uma rede no local para tentar capturar o tubarão.

Em maio deste ano, o príncipe William e a esposa, Catherine Middleton, passaram a lua de mel na Ilha Norte, em Seychelles.

Fonte: g1, www.g1.com.br