Buscas por vítimas continuarão por tempo indeterminado

Nenhum corpo foi recolhido ou mesmo avistado nesta quinta-feira, apenas destroços

As buscas por corpos de vítimas do voo 447 da Air France, que caiu no Atlântico no dia 31 de maio, vão continuar por tempo indeterminado. A informação é do tenente-coronel do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica, Henry Munhoz. Nenhum corpo foi recolhido ou mesmo avistado nesta quinta-feira, apenas destroços da aeronave foram recolhidos, segundo informações dos comandos da Marinha e da Aeronáutica.

"Não encontramos os 228 corpos, que era nosso objetivo inicial. Pensamos nisso constantemente, a nossa logística e a nossa disposição estão preparadas para isso", disse Munhoz. Dos 228 ocupantes do avião, as equipes de buscas já localizaram 50 corpos.

"A Marinha tem mantido permanentemente, com as substituições necessárias, pelo menos cinco navios na área.", informou o capitão de fragata Giucemar Tabosa, do Centro de Comunicação Social da Marinha. Cerca de mil militares estão envolvidos na operação, que se concentra em uma região a aproximadamente 850 km do arquipélago de Fernando de Noronha (PE).

Nesta sexta-feira chegará ao Porto do Recife a corveta Caboclo, carregada com destroços e bagagens. O material ficará à disposição da Comissão de Investigação francesa (BEA), órgão do governo francês responsável pelas investigações do acidente.

Ontem, a Justiça do Rio concedeu a primeira indenização à família do passageiro Walter Nascimento Carrilho Junior, 42. Os parentes da vítima devem receber no próximo dia 30 um valor equivalente a 30 salários mínimos, pagos pela Air France.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br