Cachorro de estimação achou corpo de dona de 14 anos morta em Santos, SP

Elza Liviane, de 14 anos, foi encontrada morta no terreno ao lado de casa

Centenas de pessoas se mobilizaram nas buscas pela adolescente Elza Liviane Ribeiro, de 14 anos, que ficou desaparecida por três dias e foi encontrada morta neste sábado (22), em um terreno ao lado de sua casa, em Santos, no litoral de São Paulo. Segundo o rapaz que encontrou o corpo, porém, foi um dos cachorros que estava sempre ao lado dela que fez o alerta sobre o local onde estava a vítima.


Cachorro de estimação achou corpo de dona de 14 anos morta em Santos, SP

A jovem foi achada por um amigo da família em um terreno a cerca de 25 metros ao lado da casa em que ela vivia. Marcos Rodrigues Coelho conta que o cachorro foi fundamental na busca. ?O cachorro ajudou na busca, ele estava ali latindo e olhando para o local. Eu falei para a avó dela que tinha alguma coisa ali. Mas ninguém acreditou. Aí descemos o morro e eu entrei com um rapaz para ver. Eu encontrei ela ali, a minha reação foi sair correndo para avisar?, lembra Marcos.

Segundo o amigo da família da vítima, este cachorro que ajudou na busca estava sempre ao lado de Elza Liviane Ribeiro. ?Ele vivia grudado nela, onde ela ia ele ia atrás. Ele que nos alertou, acho que tentou ajudar mesmo, porque gostava muito dela?, conta Marcos.

Caso

O corpo de uma menina de 14 anos foi encontrado com sinais de violência sexual em uma comunidade de Santos, no litoral de São Paulo, na tarde deste sábado (22). A adolescente estava desaparecida há três dias e mais de 100 pessoas trabalharam nas buscas pela jovem. Ela foi achada em um terreno ao lado da própria casa. Ninguém foi preso até o momento.

Segundo a mãe de Elza Liviane Ribeiro, um colega de escola foi chamar a menina em casa, na comunidade Monte Cabrão, por volta das 15h de quarta-feira (19) e desde então ela sumiu. O boletim de ocorrência foi registrado na delegacia sede de Guarujá, no litoral de São Paulo, que é próximo da comunidade de Monte Cabrão. Mas, segundo a mãe da vítima, o caso será investigado pelo 1º DP de Santos a partir de segunda-feira (24), quando os envolvidos vão prestar depoimentos a polícia.

Fonte: G1