Cães de raça morrem envenenados em hotel veterinário de bairro nobre de SP

A diária no hotel custa R$ 85 e, quando os dois cães morreram, outros 21 cães também estavam no local.

A Polícia Civil de São Paulo investiga a morte de dois cães, possivelmente por envenenamento, dentro de um hotel para animais em Perdizes, bairro de classe média alta na zona oeste de São Paulo.Saquê, um dos cães mortos, era da raça westie terrier, custou R$ 2.000 ao dono e tinha 7 anos; o outro, Rocky, era um dachshund, com dois anos e cujos filhotes são vendidos por até R$ 1.500.

Saquê foi levado para o hotel pelo dono em 19 de dezembro e deveria permanecer até o dia 29 do mesmo mês. Rocky entrou no hotel no mesmo dia que Saquê e tinha sua hospedagem agendada até o dia 16 deste mês. A diária no hotel custa R$ 85 e, quando os dois cães morreram, outros 21 cães também estavam no local.

Na manhã de 28 de dezembro, uma funcionária do hotel iniciava seu turno de trabalho quando encontrou Rocky caído. Ao lado do cão havia uma mancha de sangue. Como Rocky não reagia, os responsáveis pelo hotel resolveram levá-lo até uma clínica veterinária, onde ele foi medicado, mas sem que fosse possível detectar porque ele sentia fortes dores. 

Pouco tempo depois de a dona do hotel retornar da clínica veterinária, ela percebeu que Saquê também apresentava os mesmos sintomas de sofrimento de Rocky e também o levou para receber atendimento especializado.

Entre a noite do dia 28 e a manhã de 29 de dezembro, o quadro dos dois animais começou a piorar e ambos vomitaram bastante, sempre com sangue, e a urinar bem escuro. Rocky morreu às 4h do dia 29; Saquê, às 8h, exatamente na hora programada para que o dono o retirasse do hotel.

Os corpos dos dois cães estão na clínica veterinária onde foram tratados e estão à espera da realização de autopsia.

Procurado, o dono de Saquê não quis se manifestar sobre a morte do seu cão. Os donos de Rocky estão em viagem internacional.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: R7