Cães e gatos também podem sofrer de pressão alta

o aumento da pressão sanguínea também afeta a vida dos pets

Visitar regularmente o especialista, fazer uma dieta balanceada e utilizar medicamentos para livrar as artérias do sufoco e reduzir a força que o organismo faz para bombear o sangue também pode fazer parte da rotina de cães e gatos. Associada à diversas patologias, a hipertensão é um problema comum entre os bichos, mas pouco diagnosticado, conforme explica a médica Veterinária Carla Alice Berl. ?Isso acontece na maioria das vezes pela falta de equipamentos adequados para mensurar a pressão do cão e do gato?, diz.

É que para não correr o risco de assustar ou estressar o animal, e com isso alterar o resultado do exame, o procedimento precisa ser feito com um aparelho especifico de uso veterinário, chamado de Doppler. ?É um procedimento simples, que deve ser feito antes de qualquer manipulação do animal?, explica. Nos cães o aparelho é colocado na patinha dianteira e nos gatos a pressão sanguínea também pode ser medida pela cauda.

Causado por problemas excesso de peso, dor, trauma, problemas cardíacos, renais ou endocrinológicos o aumento da pressão sanguínea pode se manifestar de formas mais sutis como o aumento do cansaço apresentado pelo animal e emagrecimento quanto por desmaios, convulsões, descolamento de retina e derrame cerebral. ?Por isso a mensuração da pressão precisa estar presente nos exames de rotina dos animal?, frisa Carla.

Fonte: Assessoria