Caixa d'água da rodoviária de Teresina tem grande desperdício

Eu tenho medo que essa caixa caia, por isso procuro nem ficar perto

Quem passa pela Rodoviária de Teresina tem percebido o grande desperdício na caixa d'água que abastece o local. Os taxistas da área afirmam que o vazamento já existe há mais de 10 anos e temem a queda da estrutura.

Segundo um taxista que prefere não se identificar, o desperdício de água ocorre ao longo do dia, de maneira constante. "Esse vazamento já está aí há mais de 10 anos e até agora nada foi feito. Só sei que é muita água sendo desperdiçada. É o dia todo desse jeito, que chega a alagar toda a rua. Eu tenho medo que essa caixa caia, por isso procuro nem ficar perto dela", confessa o taxista.

Já outro taxista, que também prefere preservar sua identidade, diz que a situação já foi contestada, porém, sem sucesso, o que fez os trabalhadores desistirem da causa. "Já reclamamos quanto a esse desperdício. Deixamos de mão, já que não fomos ouvidos. Até porque ficamos do lado oposto, se cair não vai causar danos para nós que só estamos trabalhando", afirma o taxista.

O coordenador do Terminal Rodoviário, Rildo Cardoso, informou que apesar de a água desperdiçada ser de origem de poço tubular, a Administração tomará as devidas providências.

"Muito se tem falado sem conhecimento algum. Essa água que tem caído é de origem do poço tubular, não é da rede de distribuição. Inclusive, já foi feita a vistoria e foi verificada uma impermeabilização na manta térmica, mas que já estamos providenciando o conserto", garante.

Quando questionado se a estrutura pode mesmo cair, o coordenador do terminal rodoviário negou e diz que tal estrutura foi construída para suportar o peso da caixa d'água. "Não há possibilidades de cair.Ela foi arquitetada para isso. Nos preocupamos com isso, mas contratamos uma empresa especializada e esta informou apenas sobre a necessidade de trocar a manta térmica", indagou o coordenador.

Fonte: Virgínia Santos e Márcia Gabriele