Caminhada Contra o Câncer de Mama reúne cerca de 4 mil pessoas

A caminhada aconteceu na manhã deste sábado em Teresina

Image title

Vários tons de rosa tomaram conta da Avenida Frei Serafim na manhã deste sábado (03), durante a tradicional caminhada do Outubro Rosa, realizada pela Fundação Maria Carvalho Santos. Mais de 4 mil pessoas foram as ruas para alertar as mulheres sobre a prevenção do câncer de mama e da importância do diagnóstico precoce na cura da doença.

O percurso iniciou-se no adro da igreja de São Benedito, Centro de Teresina. Os participantes saíram em caminhada pela Avenida Frei Serafim em direção à sede da entidade, no bairro Ilhotas, zona Sul de Teresina. Neste local, foi formado um grande laço rosa, símbolo da causa.

De acordo com Ana Célia Faustino, presidente da Fundação, 12 mil mulheres morrem por ano em decorrência da doença no país. “Somente no Piauí, 2.737 casos de câncer de mama foram registrados entre os anos de 2010 e 2014; então, temos que trabalhar na diminuição deste número”, destaca ao frisar que a caminhada é um momento nobre e a expectativa deste ano foi superada.

“A cada ano, a Fundação se surpreende com tanta gente que estamos recebendo, tanto do Piauí, como de estados vizinhos. Todos abraçando essa causa”, completou.

O objetivo do Outubro Rosa é dar agilidade ao tratamento e chamar atenção dos políticos para melhorias das políticas públicas de prevenção e tratamento do câncer de mama. Durante caminhada, foram distribuídos materiais informativos sobre câncer de mama e as mulheres foram orientadas sobre a importância de realizar o exame de mamografia anualmente. Além disso, 800 senhas para realização do exame foram entregues as mulheres participantes que têm mais de 40 anos.

Nos estandes montados em frente a Fundação, elas preencheram suas fichas e agendaram a data do exame. O resultado de cada um deles será repassado a Fundação e o mastologista, Luis Airton, vai chamar as pacientes e oferecer uma atenção maior a elas.

O casal Osmarina Moraes e Josiel Denis, participaram da caminhada ainda mais felizes este ano. Ela terminou o tratamento de câncer de mama em 2013 e, recentemente, descobriu que está grávida. “Para quem já teve câncer, as chances são mínimas, então ainda estamos anestesiados com esta feliz notícia”, coloca Osmarina, que é gerente administrativa. Seu esposo, Josiel Denis, também apoia a causa. “Acompanhei ela durante todo o tratamento e agora estamos aqui comemorando”, disse.

Dilma Sousa, de 52 anos, também participou da caminhada. Pela primeira vez, ela fez parte da ação e levou parte da sua família. “É importante a gente se unir para o controle da doença. A pessoa que é diagnosticada mais cedo tem mais chances de cura. Todos precisam saber disso”, diz ela que realiza seu exame de mamografia anualmente.

A Fundação Maria Carvalho Santos trabalha há 17 anos em prol da saúde da mama através do auxilio direto às pacientes, como apoio psicológico, fisioterápico, fornecimento de perucas e medicações. Além disso, durante todo o ano, desempenha trabalho educativo voltado para a prevenção do câncer.

Fotos: João Albert

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Fonte: Aline Damasceno