Campanha quer ajudar a levantar Circo Cascatinha em Teresina

Campanha quer ajudar a levantar Circo Cascatinha em Teresina

circo foi ao chão com a chuva do último domingo (23) e seus membros estão sem nenhuma renda e com dificuldades para conseguir comprar alimentos

Um grupo de amigos está reunido em torno de uma campanha para conseguir recursos para levantar o circo Cascatinha, em Teresina. O circo foi ao chão com a chuva do último domingo (23) e seus membros estão sem nenhuma renda e com dificuldades inclusive para conseguir comprar alimentos.

Esse é um dos últimos circos de família que restam, e é a quarta geração da família Acioly que tenta manter o circo vivo. Eles estão em Teresina há muitos anos, vindos da Bahia, e pretendem continuar aqui. Hoje eles andam por vários bairros da cidade e estão atualmente no Bairro Promorar, na zona Sul de Teresina.

"Infelizmente aconteceu essa fatalidade com eles, mas não podemos deixar o circo acabar, por isso peço a ajuda de todos. Eles são muito carentes e sem nossa ajuda eles não vão conseguir.

A única fonte de renda deles é o circo e como ele caiu, agora eles não tem como se manter. Eles ainda nem sabem se dá para recuperar alguma coisa, depois do que aconteceu", disse Roberto Saboia, que encabeça a campanha.

Quem puder e quiser ajudar poderá se dirigir até o local onde o circo está atualmente, para deixar alimentos e qualquer outro tipo de ajuda, inclusive financeira. Eles estão localizados no Bairro Promorar perto do Caíque e do "Chico do Táxi".

"Não é difícil de encontrar e qualquer ajuda será muito bem-vinda para eles que estão passando por um momento de grande dificuldade", afirmou.

A equipe da campanha está ainda articulando a criação de uma conta para receber doações dos teresinenses e de quem mais quiser ajudar. Para ter acesso aos dados da conta, os interessados poderão ligar para o número 9981- 5522 e falar com o Roberto.

Em 2007, a Associação Brasileira de Documentaristas do Piauí (ABD-PI) fez um doc-curta sobre a luta da família Acioly em manter o circo vivo, e levar essa arte para a população mais carente. Quem tiver interesse de conhecer um pouco mais da história do circo poderá acessa o endereço http://vimeo.com/81882640.

Fonte: Pollyana Carvalho