Campanha saco é um saco ajuda a diminuir consumo de sacolas

Em 2007, de acordo com a indústria do plástico, 18 bilhões de sacolas foram produzidas no Brasil

As articulações do Ministério do Meio Ambiente pela campanha Saco é um Saco, lançada em junho de 2009, colaboraram para que pelo menos 600 milhões de sacolas plásticas fossem evitadas em todo o País

Em 2007, de acordo com a indústria do plástico, 18 bilhões de sacolas foram produzidas no Brasil. Já em 2009, o número caiu para 15 bilhões, uma redução de 16,66%. As articulações do Ministério do Meio Ambiente pela campanha Saco é um Saco, lançada em junho de 2009, colaboraram para que pelo menos 600 milhões de sacolas plásticas fossem evitadas em todo o País.

Mais de 195 mil sacolas retornáveis foram distribuídas por diversas empresas parceiras como Gol, Carrefour, Walmart, Kimberly-Clark e CPFL. Em 2010, espera-se que a redução chegue a 10%, o correspondente a 1,5 bilhão de sacolas plásticas. O programa também investiu em estratégias de internet voltadas para as mídias sociais, alcançando 619 seguidores no Twitter, 271 mil visitas no Blog e mais de 124,4 mil visualizações dos filmes no Youtube.

Durante os mais de 300 dias de campanha, a iniciativa contou com a ajuda de parceiros. Além de empresas, vários artistas como Xuxa, Maitê Proença, Cristiane Torloni, Júnior do AfroReggae e o surfista Teco Padaratz aderiram voluntariamente à causa, gravando campanhas que foram distribuídas para 40 rádios comerciais e 1.980 rádios comunitárias. Para a coordenadora técnica da campanha, Fernanda Daltro, o diferencial foi justamente ter conseguido agregar muitos parceiros e, principalmente, o impacto causado na sociedade.

Fonte: maxpress