Campinas (SP) vai expulsar de ônibus passageiro sem fone de ouvido

A regra vale para linhas urbanas e entrará em vigor na cidade em 60 dias

O passageiro de ônibus de Campinas (a 93 km de São Paulo) que se recusar a usar fone de ouvido ao ouvir músicas pode acabar sendo obrigado por um guarda municipal a descer do veículo.

Uma lei que proíbe a prática dos usuários conhecidos como "DJ"s do ônibus" foi publicada no Diário Oficial do município nesta semana.

A regra vale para linhas urbanas e entrará em vigor na cidade em 60 dias.

O autor da lei, o vereador Francisco Sellin (PMDB), disse que propôs o projeto após receber reclamações constantes de pessoas que usam o transporte público e sentem-se incomodadas em serem obrigadas a ouvir a música de outros passageiros.

"Especialmente os mais velhos sofrem com isso. Recebi até relatos de motoristas com dificuldade de concentração por causa da música", afirmou o vereador.

De acordo com o político, a intenção não é impedir as pessoas de ouvir a música que querem, mas estabelecer um respeito mútuo.

USO DA FORÇA

Quem não respeitar a lei em Campinas será advertido por motoristas ou cobradores de ônibus.

Caso haja necessidade, está previsto até o uso de "força policial" para o cumprimento da norma.

As empresas que realizam o transporte público deverão afixar nos veículos avisos em locais visíveis orientando sobre a proibição municipal e com recomendação de uso de fone de ouvidos.

Propostas semelhantes já foram aprovadas em municípios como Jacareí e Taubaté, no interior do Estado de São Paulo, e em Porto Alegre (RS).

Fonte: Folha.com