Cancelamento de Portaria do SUS deixa insatisfeitas transsexuais

Cancelamento de Portaria do SUS deixa insatisfeitas transsexuais

Cancelamento de Portaria do SUS deixa insatisfeitas transsexuais

Em menos de 24 horas a Portaria do Ministério da Saúde que muda as regras para a mudança de sexo pelo SUS foi suspensa. A portaria tinha novidades como a redução da idade mínima para a troca de sexo de 21 para 18 anos e também diminuia a idade mínima para que fosse iniciada a terapia hormonal durante o processo de mudança de sexo. Segundo a Portaria do SUS para o assunto, isso ficaria em 16 anos, bem como os procedimentos para a retirada da mama, útero e orvários pelo SUS que cobriria tudo.

A suspensão trouxe lamentação para a Coordenadora de Enfrentamento à Homofobia do Piauí. ?Quanto mais cedo a transexual fizer a cirurgia, mais conformidade com o seu corpo ela vai ter. Mais satisfação e bem estar físico e mental ela vai ter ao longo da sua vida. Então são retrocessos que estão acontecendo em questões de políticas públicas para a população LGBT e as transexuais estão sofrendo mais a cada dia por terem essa vontade de fazer essa cirurgia mais cedo e não terem as condições?, argumenta a coordenadora Joseanne Borges.

Um dos pontos que teria barrado a Portaria seria a idade de 16 anos para o início da terapia hormonal para a troca de sexo. ?É a fase que é a mais complicada, a do descobrimento sexual daí então eu acho que tem que passar por vários processos. Eu não estou condenando, mas eu quero deixar aberto que cada um é cada um e é quem sabe de si e das suas necessidades. Se quer passar ou não por esse processo?, pontua Derica Aguiar do GPTRANS.

Nas ruas as opiniões sobre o assunto se dividem.

CONFIRA MAIS OPINIÕES NA ENQUETE REALIZADA POR RICARDO MOURA FÉ:


PORTARIA TROCA DE SEXO - PROGRAMA AGORA por redemeionorte

Fonte: Marcilany Rodrigues