Candidata entrega prova em branco e tira nota mínima no Enem

O Ministério da Educação (MEC) informou na tarde desta terça-feira que não houve nenhum erro

Após uma professora de Campinas confirmar que entregou a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em branco e tirou uma nota satisfatória, o Ministério da Educação (MEC) informou na tarde desta terça-feira que não houve nenhum erro na correção do teste.

Segundo o órgão, a nota mínima no teste (252,9 para ciências humanas, 265 para ciências da natureza, 321,6 para matemática e 301,2 para linguagens) é para estudantes com necessidades especiais, e a nota atribuída à professora é a para candidatos "convencionais".

O MEC disse ainda que uma das características da Teoria de Resposta ao Item (TRI), metodologia aplicada na correção do Enem, é não existir um zero absoluto, ainda que os candidatos tenham entregue a prova completamente em branco. Por esta razão, no caso especifico do Enem, o Inep divulga as notas mínimas obtidas pelo total dos participantes.

"Desta forma, para alunos convencionais que entregaram a prova em branco, as menores notas são: 304,2 (inglês) ou 301,2 (espanhol) em linguagens; 321,6 em matemática, 252,9 em ciências humanas e 269,0 em ciências da natureza", informou em nota. Segundo o órgão, a professora Mônica Nunes, "obteve exatamente a nota mínima para um candidato convencional que se limitou a assinar as provas".

Fonte: Terra, www.terra.com.br