Ex-Polegar Rafael Ilha afirma que viciado em drogas debilitado precisa de ajuda

Ex-Polegar Rafael Ilha afirma que viciado em drogas debilitado precisa de ajuda

Ele afirma que se livrou do vício quando foi internado contra a vontade.

O cantor Rafael Ilha, 39, ex-integrante do Polegar --grupo que fez sucesso nos anos 1980-- disse que já foi internado compulsoriamente "várias vezes".

Desde ontem, entrou em vigor o programa de internação compulsória de viciados em drogas, do governo do Estado de SP. Apesar disso, apenas duas pessoas foram internadas na cracolândia na segunda-feira, e voluntariamente.

Ilha é a favor da medida, mas "em último caso, quando o dependente está muito debilitado". Em 2000, ele teve de ser operado após burlar a segurança e engolir duas pilhas durante tratamento.

Ele afirma que se livrou do vício quando foi internado contra a vontade. "Na minha última internação, fiquei um ano numa clínica. Foi assim que me recuperei", afirmou.

Atualmente, Ilha trabalha com a apresentadora Sônia Abraão. Ontem, fez uma reportagem sobre viciados na cracolândia.

HISTÓRICO

Mesmo sem ninguém internado à força ontem, o juiz Samuel Karasin, que estava no primeiro dia do plantão judiciário na Cracolândia disse que o dia foi "histórico". "Porque, pela primeira vez, o Judiciário volta sua atenção especificamente para pessoas que nunca foram privilegiadas, que não tinham acesso à Justiça."

O plantão funciona diariamente, das 9h às 13h, com juiz, promotor e advogados designados pela OAB, no centro de saúde, na região central. Quando a internação for recomendada por um médico e o usuário refutar o tratamento, caberá ao juiz de plantão decidir --com base em parecer do membro da Promotoria.

Fonte: UOL