Cantor Giovani mantém silêncio durante velório da filha Gessyca

Cantor Giovani mantém silêncio durante velório da filha Gessyca

Velório é fechado para familiares; enterro será às 9h desta quarta-feira (15).

Será enterrado na manhã desta quarta-feira (15), em Franca (SP), o corpo da filha do cantor Giovani, da dupla Gian & Giovani. Gessyca Morais, de 21 anos, morreu em um acidente de carro em Osasco, na Grande São Paulo, na madrugada de terça-feira (14). O corpo da jovem está sendo velado desde às 22h30 de terça no Velório São Vicente - a cerimônia é fechada para amigos e familiares. Visivelmente abalado, Giovani não deu declarações à imprensa. A ex-mulher, Laisa Cintra, mãe de Gessyca, também não se pronunciou.

Muitos fãs e curiosos permaneceram do lado de fora do velório durante toda a madrugada, mas não conseguiram ter acesso ao caixão. O cantor Gian, tio da jovem, também esteve no local e disse que o momento é de muita dor. "Meu irmão pediu que eu não fizesse nenhum comentário agora, nesse momento. Todos estão muito abalados."

O avô materno de Gessyca disse que a família está arrasada com a perda da jovem. "Foi uma fatalidade, mas Deus sabe o que faz. Eu nunca pensei que fosse passar por isso. Tenho 61 anos e queria que Deus me levasse ao invés de levar alguém da minha família assim."

Uma nota na página oficial da dupla no Facebook agradece a solidariedade dos fãs e pede privacidade. "Neste momento difícil, lidando com a triste notícia do falecimento de sua filha Gessyca Morais, Giovani e sua família gostariam de agradecer à todos pela solidariedade, simpatia, força, mensagens de carinho, amor, fé e esperança."

Acidente

O acidente que matou a filha do cantor Giovani aconteceu por volta das 2h, na Avenida Fuad Auada. Gessyca estava acompanhada dos amigos Pierluigi Patroni Valentim Cruz, de 22 anos, e Felipe Moraes, de 22 anos. Pierluigi, que dirigia o carro, morreu no local. Felipe ficou gravemente ferido e está internado no Hospital Municipal Antônio Giglio, segundo policiais do 5° Distrito Policial de Osasco.

Testemunhas indicaram aos policiais que os três amigos haviam saído de uma festa em um carro da marca Honda e, na Avenida Fuad, Pierluigi teria perdido o controle da direção e batido em um poste, que se dividiu ao meio. Com o impacto, parte do carro foi parar a 15 metros de distância do local da batida. Segundo um primo de Pierluigi, que não quis se identificar, os três haviam comido uma pizza e depois pegaram o carro.

De acordo com o familiar de Pierluigi, o jovem não bebia, lutava jiu-jitsu e tinha uma luta marcada nesta terça-feira. Uma lata de cerveja foi encontrada dentro do carro.

Amigos beberam, diz PM

Um policial militar relatou na delegacia que o sobrevivente do acidente que matou a filha do cantor Giovani disse que todos os ocupantes do carro tinham bebido em uma festa. A informação foi é do boletim de ocorrência registrado no 9º Distrito Policial de Osasco Uma jovem, que esteve com o grupo antes do acidente, foi à delegacia e também disse que o motorista tinha bebido.

A versão de que todos os ocupantes tinham bebido em uma festa foi apresentada ainda no local do acidente por Felipe Morais, de 22 anos, para um policial militar, de acordo com o registrado no boletim de ocorrência. No carro, foi achada uma garrafa de cerveja. Felipe Moraes ficou gravemente ferido e está internado no Hospital Municipal Antônio Giglio.

Uma amiga de Gessyca esteve na delegacia e contou que estava com os jovens na noite de segunda-feira (13). Segundo a testemunha, os quatro amigos foram à Padoca do Anão, em Osasco, e em seguida a um posto de conveniência. Ela decidiu ir embora e os outros 3 continuaram a noite. Segundo a testemunha, Pierluigi havia bebido.


Cantor Giovani mantém silêncio durante velório da filha em Franca, SP

Cantor Giovani mantém silêncio durante velório da filha em Franca, SP

Fonte: G1