Cão enterrado por 12 horas apresenta melhora, mas estado ainda é grave

"O tratamento tem surtido efeito, ele está se alimentando bem e está agitado", disse a veterinária.

O estado de saúde do cachorro enterrado vivo por 12 horas em Novo Horizonte, no interior São Paulo, melhorou nesta segunda-feira (12). Segundo a veterinária responsável pelo caso, Viviane Cristina da Silva, ele voltou a comer, beber água e acordou animado. "Hoje ele está bem melhor. O tratamento tem surtido efeito, ele está se alimentando bem e está agitado, mas ainda não se levanta para comer, preciso ajudá-lo. A infecção foi controlada e a hipoglicemia melhorou muito", disse. Ainda de acordo com a veterinária, a pelagem também apresentou melhora.



Titã está recebendo soro, banhos terapêuticos, medicação e vitaminas. O cachorro toma dois banhos por dia e recebe alimentação a cada duas horas. O animal também passa por um tratamento de sarna via oral. O olho esquerdo machucado compromete a visão. A veterinária contou que o cachorro só será submetido a uma cirurgia caso a recuperação seja positiva. ?Não posso agora realizar o procedimento cirúrgico previsto. Se fizesse, com certeza ele não resistiria?, disse. Um oftalmologista especializado será consultado para verificar a situação do animal.

O filhote vira-lata de 4 meses ficou enterrado por 12h e foi resgatado por um integrante da Associação de Proteção aos Animais da cidade. Segundo a polícia, foi o próprio dono quem praticou o crime. Foi apresentado um termo circunstanciado à Justiça e o suspeito de enterrar o cachorro deverá ser investigado pelo crime de crueldade contra animais.

Fonte: G1