Carência de vocabulário é principal dificuldade de alunos

Vocabulário é uma das dificuldades enfretados pelos alunos

CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DESTA QUARTA-FEIRA (24) DO JORNAL MEIO NORTE 


As provas do Enem 2015 (Exame Nacional do Ensino Médio) já estão se aproximando e com isso a ansiedade de quem pretende disputar uma vaga no ensino superior. Para a maior parte dos candidatos, a carência de vocabulário tem sido uma das principais dificuldades enfrentadas ao realizar o exame.

O Enem é baseado em conteúdo padrão da grade curricular brasileira, isto é, os estudantes têm contato diário com os assuntos ao longo do ensino médio, mesmo assim, enfrentam dificuldades em sistematizar e interpretar as informações e ainda de produzir a redação.

O professor de Língua Portuguesa, Luiz Romero, acredita que com boas leituras e um amplo vocabulário são garantias de bom desempenho nas provas. “O Enem é um concurso abrangente, rico de conhecimento cuja prova é longa para um curto tempo de respostas. E a dificuldade maior reside na carência de vocabulário. É claro que o melhor aluno é o que lê e entendemos que a leitura de boas obras que usam o idioma normal (culto) representa todas as possibilidades de uma nota favorável”, indica o professor, que lançou, recentemente o livro “Novo Enem – linguagens, códigos e suas tecnologias”.

Para Luiz Romero a realização da prova do Enem é o momento de mostrar o conhecimento adquirido ao longo do tempo e assim contextualizá-los, sem fazer uso de velhos artifícios de estudo.

Fonte: Márcia Gabriele