Cárie pode ser transmitida pelo contato salivar

As milhares de bactérias da boca se “hospedam” na saliva

Comumente interpretada como resultado de uma escovação inadequada e pela ingestão de sacarose (açúcar), a cárie também pode ser transmitida por um simples contato salivar. O ato de beijar, compartilhar talheres, a socialização da mesma escova de dente, e, até mesmo, o hábito materno de experimentar a papinha do bebê podem ser decisivos na transmissão dos microorganismos da cárie (Streptococus do grupo mutans).

O implantodontista Sidnei Goldmann explica. ?As milhares de bactérias da boca se ?hospedam? na saliva. E, com o microorganismo Streptococus Mutans não é diferente. Encontrado na placa dentária de pessoas infectadas e de natureza contagiosa, a cárie utiliza o ?canal? saliva para comprometer a saúde bucal. E, quando a boca não saudável, que oferece condições favoráveis para se desenvolverem, recebe a saliva pelo contato, a contaminação acontece?.

As cáries dentárias são placas bacterianas que produzem ácidos que corroem os dentes, formando uma perfuração de cor escura, que pode provocar dores, inchaço e até a perda dos dentes. No entanto, o especialista Goldmann coloca uma observação: ?Mesmo havendo o contato salivar de uma pessoa que possui cárie com outra que não tem, o microorganismo só irá se proliferar se houver um ambiente propício pra isso, ou seja, se a saúde bucal da outra pessoa estiver precária?, ressalta.

Fonte: Assessoria