Carroças terão agora placa de identificação em Teresina

O objetivo é que os carroceiros sejam identificados por suas zonas, e o número dessas carroças estará registrado em um banco de dados

Na tarde de ontem (10), a Câmara Municipal de Teresina, através da solicitação da vereadora Cida Santiago (PHS), realizou uma audiência pública no Clube do Gari, situado na zona Norte da capital, para debater sobre a atual conjuntura dos carroceiros de Teresina.



Dentre os principais problemas discutidos no que se refere à regularização das atividades desses profissionais, esteve a padronização, o cuidado fundamental com os animais e novas carroças.

O sistema de coleta de lixo não consegue alcançar todos os locais da cidade, sendo justamente esse o momento em que os carroceiros exercem um papel essencial para a sociedade. Por isso se faz necessário que eles tenham o exercício profissional regularizado.

Durante a audiência, que contou com a participação de vários carroceiros, foi apresentada a carroça ecológica, que contém o número de telefone do disque-denúncia, para aqueles que estejam atuando de forma inadequada.

?É preciso que eles se adaptem às exigências impostas. Então, por isso nós vamos colocar nas carroças placas de identificação, para que eles sejam identificados por suas zonas, e o número dessas carroças estará registrado em um banco de dados, para sabermos quem é o carroceiro?, esclarece a vereadora Cida Cardoso.

Ela afirma que as placas são medidas estratégicas não apenas para a PMT punir aqueles carroceiros que atuarem de maneira irregular, mas também para que eles possam receber a assistência necessária para execução de suas atividades.

De acordo com a vereadora que está à frente desse processo, uma das pautas de reivindicações levadas à audiência diz respeito à ampliação do Ecoponto, que fica localizado no Parque Lagoas do Norte, local destinado a receber os entulhos transportados pelos carroceiros, além de ser um espaço para a capacitação desses trabalhadores no segmento do empreendedorismo e coleta de lixo.

?A gente solicita que a Prefeitura Municipal de Teresina (PMT) possa estender esse Ecoponto para as outras zonas da capital também, pois há catadores que sobrevivem da reciclagem?, destaca a vereadora Cida Cardoso.

Cida enfatiza ainda que uma das solicitações feitas também perpassa pelo tocante da reposição dos animais, já que a maioria não apresenta as condições para ainda estarem trabalhando. ?Queremos que esses animais sejam repostos.

Sabemos que os carroceiros têm direitos, mas têm deveres também. Então a gente quer que eles deem um tempo de descanso para os animais, que seria no horário de 12 horas às 15 horas, período em que o sol da cidade é mais intenso, fazendo com que eles também sofram com isso?, frisa a vereadora.

Fonte: Wherika Carvalho