Audi cria "combustível do futuro" feito a partir de água e ar com eficiência energética de cerca de 70%.

Tecnologia

A montadora alemã Audi afirma ter criado o "combustível do futuro", feito a partir de água, dióxido de carbono e fontes renováveis de energia. Ao contrário do diesel convencional, o chamado "e-diesel" não contém enxofre ou outros poluentes, além de ter uma eficiência energética de cerca de 70%. O combustível foi criado pela startup alemã Sunfire, parceira da Audi na criação de tecnologias limpas para os carros da marca, em uma fábrica em Dresden.

Combustível "azul cru"


A criação do combustível, chamado de "azul cru" pela Audi, exige o aquecimento de uma quantidade de água até 800 ºC, gerando um processo de eletrólise (conversão de energia elétrica em energia química) que separa o hidrogênio do oxigênio.

O hidrogênio que resulta do processo de eletrólise reage com o CO2 em reatores criados espeficicamente para síntese de produtos químicos, em processos que mais uma vez acontecem em alta pressão e temperatura. O produto da reação é um líquido composto de hidrocarbonetos de cadeias longas, conhecido como "azul cru".

O combustível sintético possui eficiência energética de 70%, quase o dobro do diesel convencional

Até mesmo o processo para gerar o combustível é ecologicamente correto. A eletricidade usada para aquecer a água é gerada por turbinas eólicas e o CO2 é capturado diretamente do ambiente, retirando o gás causador do efeito estufa da atmosfera.

O combustível sintético criado, livre de enxofre e hidrocarbonetos aromáticos (como benzeno, por exemplo), pode ser misturado com o diesel convencional ou até mesmo ser usado como combustível, de forma independente. A Sunfire estima que o preço de mercado do diesel sintético custe entre 1 e 1,5 euro por litro (4,7 reais), um pouco mais caro do que o diesel comum na Europa, mas com eficiência muito maior do que a gasolina (20%) e o diesel (45%).



Audi


Fonte: Audi