Mitsubishi revela que trapaceou em testes de km durante 25 anos

A sexta maior montadora japonesa perdeu metade de seu valor de merc

A montadora japonesa Mitsubishi Motors disse nesta terça-feira que usou métodos para testar a economia de combustível que não obedeciam as regras japonesas por 25 anos, tempo muito superior ao conhecido anteriormente.

A empresa disse que as agressivas metas internas podem ter pressionado os funcionários a exagerar ao dimensionar a economia de combustível de seus veículos e estabeleceria um comitê externo para investigar o assunto.

A sexta maior montadora japonesa perdeu metade de seu valor de mercado - cerca de US$ 3,9 bilhões - desde que admitiu na semana passada que manipulava os resultados de testes de quatro miniveículos domésticos, incluindo dois que produzia para a Nissan Motor.

A empresa também disse que mais modelos podem ter usado testes que não cumpriam os padrões japoneses, gerando preocupações com potencial aumento dos custos de compensações e multas. O órgão regulador de segurança automotiva dos EUA também está buscando informações, enquanto as autoridades japonesas vasculharam uma das instalações de pesquisa e desenvolvimento da empresa.

A Mitsubishi disse que utilizava métodos de testes apropriados em seus veículos vendidos nos EUA e que não há indicação de manipulação de dados em veículos vendidos em outros mercados externos.

O vice-presidente executivo, Ryugo Nakao, disse que a regulamentação japonesa foi alterada em 1991 para exigir métodos de testes que refletissem melhor o trânsito congestionado dos centros urbanos, mas a empresa não cumpriu com a mudança de regras. "Nós deveríamos ter mudado, mas não o fizemos", disse.

Mitsubishi revela que trapaceou em testes de km durante 25 anos (Crédito: Divulgação)
Mitsubishi revela que trapaceou em testes de km durante 25 anos (Crédito: Divulgação)








Fonte: Terra