Nova geração do Audi A4 radicaliza no design e nas tecnologias

Maior e mais leve, médio revelado nas carrocerias sedã e perua

Image title

A Audi apresentou a nova geração do médio A4 na Europa nas versões sedã e perua. Segundo a própria a fabricante alemã, ambos ficaram mais leves e tecnológicos. A gama de motores é ampla, com versões a gasolina, a diesel e até a gás natural veicular (GNV), batizada de G-tron. Na comparação com o modelo atual, o novo A4 está 120 kg mais leve e traz, na base, o novo propulsor 1.4 TFSI de 150 cv, capaz de levá-lo de 0 a 100 km/h em 8,9 segundos, além de oferecer um consumo médio combinado de até 20,4 km/l. Confira todos os detalhes a seguir.

Embora o novo A4 lembre a versão anterior, a dianteira tem faróis mais agressivos e puxados para o capô, com vincos profundos. A nova grade dianteira manteve o formato hexagonal, mas está mais "marcada”.

Como era de se esperar, a oferta de motor no novo Audi A4 seguirá generosa (na Europa). Com gasolina, as opções começam com o 1.4 TFSI de 152 cv e 25,5 kgfm, que acelera de 0 a 100 em apenas 8,9 segundos, números respeitáveis para o pequenino. Há também o 2.0 TFSI em duas configurações: 192 cv e 32,6 kgfm ou 255 cv e 37,6 kgfm.

Image title

Nas configurações a diesel, o 2.0 TDI também varia de desempenho, com 152 cv e 32,6 kgfm ou 192 cv e 40,6 kgfm de torque. Para os mais exigentes, há ainda o topo de linha 3.0 TDI com 221 cv e 40,6 kgfm ou até 275 cv e 61 kgfm.

Mesmo com o amplo leque de variantes, a carroceria perua ainda terá como opcional a G-tron, versão ecologicamente correta, equipada com um 2.0 TFSI de 172 cv movido a gás natural.

Abastecido com GNV, a perua da Audi tem consumo de 25 km/kg e autonomia de 500 km com o combustível verde, e mais 450 quilômetros com gasolina, sendo 950 km de autonomia total.

Image title

Os motores podem ser acompanhados com transmissão manual de seis marchas, automatizada S-tronic de sete velocidades ou a Tiptronic automatizada de oito velocidades — as duas com dupla embreagem.

A tração pode ser dianteira ou integral (Quattro), que possui diferencial traseiro esportivo, controle eletrônico dos amortecedores e assistente de estacionamento.

O motor 2.0 TFSI, quando associado ao câmbio S-Tronic e à tração dianteira, faz a perua arranca de 0 a 100 km/h em ligeiros 7,3 segundos. E o consumo médio chega a 20,8 km/l.

Image title

No interior, o sistema multimídia "básico" possui tela de sete polegadas, mas pode ganhar upgrade para 8,3. A montadora também criou um sistema para integrar smartphones da Apple e Android.

Porém, a grande novidade é o quadro de instrumentos batizado de virtual cockpit, que reproduz as informações em tela de LCD. A tecnologia estreou no novo Audi TT e, assim como no esportivo, é opcional.

Image title

O novo A4 também pode ter controle de cruzeiro adaptativo, assistente de estacionamento (que realiza as manobras) e leitor de placas de trânsito, que monitora as informações da estrada. Entre as tecnologias, há ainda o sistema de manutenção de faixa, que emite alertas em manobras repentinas.

Os modelos chegam às lojas europeias nas próximas semanas e devem desembarcar no Brasil até o início de 2016.

Fonte: Com informações R7