Casa de acolhimento a idoso será inaugurada no final do mês

A previsão é de que até o final do mês a casa seja inaugurada

A primeira casa de acolhimento de idosos de Teresina deverá ser inaugurada até o final deste mês. O local abrigará cerca de 20 idosos do município.

De acordo com a Secretaria Municipal do Trabalho, Cidadania e de Assistência Social (SEMTCAS), a iniciativa surge para atender uma demanda antiga e amenizar a condição de idosos que sofrem negligência e muitas vezes são abandonados pelas suas famílias de origem, utilizando as ruas como moradia e espaço de sobrevivência. Essa situação é ainda mais grave porque, muitas vezes, os abrigos existentes na capital estão em sua capacidade máxima.

 “Os abrigos da capital estão no limite. A recomendação da política de assistência social é que essas instituições acolham, no máximo, 40 pessoas e existem abrigos que possuem mais de 60 idosos, por conta dessa necessidade que é bem crescente. Precisamos  garantir os direitos e a proteção do idoso que precisa desse apoio do estado, já que a famílias não se encontram em condição de cuidar”, afirma a Chefe de Divisão de Alta Complexidade da Semtcas, Adelina Meneses.

 Dentre os profissionais que irão atuar no abrigo são assistentes sociais, médicos, psicólogos, nutricionistas, enfermeiros, cuidadores, serviços gerais entre outros. Durante esse mês eles passam por capacitação como forma de qualificar seus serviços para que seja prestado bom atendimento aos idosos que vão ser acolhidos na instituição.

 

O acesso da pessoa idosa ao ILPI será feito com medição do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), que fará o estudo do perfil dessas pessoas e entender as questões familiares que ponham o idoso naquela situação fazendo os encaminhamentos necessários.

 

A Instituição de Longa Permanência de Idosos (ILPI) Lar de Santana irá funcionar na Av. Rio Poty, 1117, Bairro Jóquei, zona leste da capital, e será administrada pela Ação Social Arquidiocesana (ASA), unidade conveniada à Prefeitura de Teresina por meio da Secretaria Municipal do Trabalho, Cidadania e Assistência Social (SEMTCAS).

Fonte: Portal MN