Casa de acolhimento de idosos pública do município será inaugurada

O Lar Santana deve funcionar na Avenida Rio Poty, 1117, Bairro Jóquei, zona leste de Teresina.

A população idosa no país está cada dia maior, fato que pode causar grandes impactos nos sistemas de saúde, na elevação dos custos e no uso de serviços.

De acordo com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nos próximos 20 anos, a população acima de 60 anos deve triplicar, indo de 22,9 milhões, o que representa 11,34% da população, para 88 milhões, chegando a 39,2%.

E ainda, a expectativa média de vida, que aumentará de 75 anos para 81 anos. Apesar disso, os números atuais já são bastante elevados e as estruturas das cidades brasileiras não estão preparadas para conviver com os idosos, pois não favorecem a essa população, melhores condições de se locomover e realizar pequenas atividades, que vai desde o andar nas calçadas, ao acesso em ônibus, pior ainda quando se trata de abrigos, sendo obrigados a conviver com muitas dificuldades no dia a dia.

Em vista de melhor tratamento aos idosos de Teresina, que a Prefeitura, através da Secretaria Municipal do Trabalho, Cidadania e de Assistência Social (Semtcas) e da Ação Social Arquidiocesana (Asa) deve inaugurar a primeira casa de acolhimento de idosos pública do município, chamada de Instituição de Longa Permanência de Idosos (ILPI), Lar de Santana, terá capacidade de abrigar 20 idosos. A previsão é que em maio deste ano comece a funcionar.

De acordo com Adelina Meneses, chefe de Divisão de Alta Complexidade da Semtcas, a fase de estruturação para a casa de acolhimento está na qualificação dos profissionais que trabalharão com os idosos, como assistentes sociais médicos, enfermeiros, nutricionistas, psicólogos, cuidadoras, cozinheiras dentre outros.

“A gente nesse processo, próximo de inaugurar a primeira casa de acolhimento do município, está realizando capacitações de profissionais que vão trabalhar direta e indiretamente com os idosos que se encontram em situação de risco, com vínculos familiares rompidos ou muito fragilizados. Tendo como o principal objetivo prestar bons serviços aos idosos que vão ser acolhidos pela instituição”, garante Adelina Meneses.

A capacitação voltada aos profissionais do Lar Santana, que teve início na última quarta-feira, 22, segue até o dia 30 deste mês, nos turnos manhã e tarde. O Lar Santana deve funcionar na Avenida Rio Poty, 1117, Bairro Jóquei, zona leste de Teresina.

Fonte: Thays Teixeira e Márcia Gabriele