SP: Casa de prostituição que faz sorteio de garotas é fechada

Promotoria abrirá inquérito para investigar crime de exploração sexual

A Prefeitura de Batatais, interior de São Paulo, interditou na tarde desta quinta-feira (15) uma casa de prostituição que realizaria o sorteio de acompanhantes para frequentadores do local. Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura, o estabelecimento funcionava irregularmente com alvará de outra empresa.

O caso chegou ao conhecimento da Prefeitura e da Promotoria de Batatais através de panfletos que estavam sendo distribuidos na cidade. O material informava que o ?cliente premiado? poderia escolher a acompanhante durante uma festa no próximo dia 29 de março.

A assessoria da Prefeitura informou que o prostíbulo não tinha autorização para distribuir os folhetos. O material foi recolhidos pela delegacia da cidade e a responsável do local prestou depoimento na tarde desta quinta-feira (15).

O promotor Alexandre Padilha informou que abrirá um inquérito para investigar as atividades desenvolvidas pela casa noturna. Segundo Padilha, a proprietáriá pode responder por exploração sexual, quando um indivíduo obtém lucro financeiro por conta da prostituição de outra pessoa. ?Essa prática está prevista no código brasileiro. O responsável pode ser multado e até ser preso?, disse.

Em nota, a Prefeitura de Batatais informou que abriu uma sindicância para apurar o caso. O local será multado pela prática irregular de panfletagem.

Fonte: G1