Casais pedem mais celeridade no processo de adoção no Piauí

Eles entregaram um abaixo-assinado, contendo várias reivindicações de medidas administrativas para agilizar a tramitação dos processos de adoção no Estado

CONFIRA A REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO DESTA QUINTA-FEIRA (02) DO JORNAL MEIO NORTE

Existem hoje, no Piauí, cerca de 170 casais tentando adotar uma criança, mas esse processo acaba esbarrando na lentidão da Justiça. Com o objetivo de pedir mais celeridade, representantes desses casais se reuniram na última quarta-feira (01), com o corregedor Sebastião Ribeiro. Na ocasião, eles entregaram um abaixo-assinado, contendo várias reivindicações de medidas administrativas para agilizar a tramitação dos processos de adoção no Estado.

O abaixo-assinado continha cinco pontos principais, dentre eles, pode-se destacar o pedido de ampliação do quadro de servidores incumbidos de dar celeridade aos processos de destituição do poder familiar, guarda e adoção e a implantação dos Núcleos Regionais de Adoção, nos municípios pólo de Picos, Parnaíba, Floriano e Campo Maior.

Marinalva Santana e sua parceira, é um dos casais que compareceu à reunião com o corregedor. Ela afirma que está na lista de espera há três anos e ainda não conseguiu realizar o processo de adoção. “Nós sabemos que esse não é um processo fácil, mas nada justifica essa demora. Existem medidas que podem ser tomadas para agilizar isso”, argumentou.

Clique aqui e curta a página do meionorte.com no Facebook

Fonte: Pollyana Carvalho