Casal de mulheres é assassinado ; familiares falam de homofobia

Casal de mulheres é assassinado ; familiares falam de homofobia

Maiara foi baleada na cabeça e Laís foi atingida por quatro tiros em várias partes do corpo

Duas jovens foram assassinadas na noite desta sexta-feira, 24, em Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Laís Fernanda dos Santos, 25 anos, e Maiara Dias de Jesus, 22 anos, que moravam juntas há quatro meses e mantinham uma relação homoafetiva, foram mortas a tiros quando estavam juntas na rua Alto da Cruz.

Maiara foi baleada na cabeça e Laís foi atingida por quatro tiros em várias partes do corpo. Os tiros que mataram as duas garotas vieram de uma única pessoa, que ainda não foi identificada pela polícia.

Familiares das vítimas acreditam em crime de homofobia. "É o único motivo, porque elas não tinham envolvimento com drogas, nem problema com ninguém. Não pode ter sido ao acaso", disse o padastro de Laís, Edenil Nunes dos Santos.

O crime foi registrado na 18ª Delegacia de Polícia, em Camaçari. O Serviço de Investigação (SI) apura se o crime tem origem homofóbica, mas o laudo da perícia continua inconclusivo.

Fonte: UOL