Casal vítima de ataque a bomba em GO ficará com sequelas, diz médico

Internados na UTI, Thays teve 42% do corpo queimado e Guilherme, 32%


Casal vítima de ataque a bomba em GO ficará com sequelas, diz médico

O casal vítima de um ataque a bomba em Anápolis, a 55 quilômetros de Goiânia, terá de enfrentar comprometimentos estéticos, de acordo com o diretor técnico do Hospital de Queimaduras da cidade, Leonardo Rodrigues da Cunha. "Infelizmente, eles apresentarão algum grau de sequela", afirmou o médico, que é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.

Leonardo Rodrigues disse, no entanto, não ser possível determinar a gravidade dessas sequelas. De acordo com o médico, há também a possibilidade de que eles tenham algum comprometimento nas funções dos membros superiores, devido ao grau de queimaduras no braço, antebraço e mãos dos pacientes.

Thays e Guilherme ficaram feridos dentro de um carro, quando um homem, de bicicleta, jogou uma bomba de fabricação caseira dentro do veículo. O momento do ataque foi flagrado por câmeras de segurança, no Centro da cidade. O crime ocorreu no dia 5 de janeiro.

Thays Mendes, de 19 anos, e o namorado Guilherme Almeida, de 20, tiveram, respectivamente, 42% e 32% do corpo queimado. Eles continuam internados em estado grave, mas estável, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital.

Segundo o diretor técnico, embora o risco de morte ainda não tenha sido completamente descartado, os dois respondem bem ao tratamento clínico. Ele diz ainda que as feridas de 2º grau, como as do rosto, estão praticamente curadas.

Enxertos


Casal vítima de ataque a bomba em GO ficará com sequelas, diz médico

No último fim de semana, Thays fez a primeira de série de cirurgias reparadores. Ela passou por enxertos nas coxas para reconstruir a área afetada pela bomba. De acordo com Leonardo, a evolução de seu pós-operatório é muito boa.

Na próxima segunda-feira (21) deverá ser a vez de Guilherme se submeter ao mesmo tipo de procedimento. "Serão várias cirurgias, pois eles têm queimaduras de 3º grau no abdômen, tronco, braços, antebraços e mãos", explicou o cirurgião plástico.

Recompensa


Casal vítima de ataque a bomba em GO ficará com sequelas, diz médico

Na quinta-feira (17), a polícia passou a oferecer recompensa de R$ 5 mil para quem tiver novidades sobre a autoria do atentado a bomba ao casal de namorados. Segundo o delegado que investiga o caso, Eder Ferreira Martins, qualquer cidadão que tenha informações pode ligar para o telefone (62) 3328-2743. A polícia garante preservar o anonimato do denunciante.

A polícia trabalha com três linhas de investigação. Em uma delas, o ex-namorado de Thays e dois amigos dele são suspeitos. Eles passaram a ser investigados depois de postar frases suspeitas no Facebook. No entanto, todos negam qualquer tipo de envolvimento no crime.

Na segunda linha de investigação, a polícia investiga um jovem envolvido em uma briga com Guilherme dias antes do atentado. De acordo com o delegado Eder Ferreira, na ocasião, Guilherme e o suspeito brigaram e o rapaz atingido pela bomba foi ameaçado. O jovem envolvido na briga foi ouvido.

O delegado não se manifestou sobre a terceira linha de investigação. De acordo com ele, o suspeito não sabe que está sendo investigado e, por esse motivo, prefere não divulgar dados para não atrapalhar o andamento das apurações.

Fonte: G1