Caso Adrielly: médicos são indiciados por falsidade ideológica e estelionato

Adrielly Vieira, 10 anos, baleada na cabeça, teve de esperar 8 horas para ser socorrida

Os neurocirurgiões Francisco D. Andrade e Adão C. Gonçalves foram indiciados nesta quinta-feira por falsidade ideológica e estelionato contra a administração pública, segundo a Polícia Civil do Rio. Adão já havia sido indiciado por omissão de socorro. Na noite de 24 de dezembro ele faltou ao plantão no Hospital Municipal Salgado Filho.

Adrielly Vieira, 10 anos, baleada na cabeça, teve de esperar 8 horas para ser socorrida. Ela morreu dia 4. Segundo as investigações, Adão pagava Francisco para fazer os plantões.

Fonte: Terra