Caso Elane: morte causad por injeção ainda é um mistério para familiares

Caso Elane: morte causad por injeção ainda é um mistério para familiares

Elane Silva, 06, morreu duas horas após receber injeção no hospital do Dirceu em 2008

Continua sem explicação a morte da menina Elane Silva, 06, vítima de uma injeção aplicada no hospital do Dirceu em 2008. Após receber a injeção a menina foi para casa, chegando a óbito duas horas depois.

A apuração da ocorrência, assumida pela polícia e pelo Conselho Regional de Medicina(CRM), ainda não confirma que o remédio injetável foi ordenado pelo médico de plantão, conforme diz a mãe.

Um ofício, destinado ao prefeito de Teresina e assinado pelo presidente da Comissão dos Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Lúcio Tadeu, já passou pelo Ministério Público e comprova que a mãe Lucimar da Silva Lima, ainda busca por uma resposta desde que o fato ocorreu.

?A última vez que procurei informações no Ministério Público, me disseram que o processo estava parado há três anos?, referiu-se a mãe à ação movida contra o estado.

Para a presidente da Comissão de Saúde da OAB, Rubenita Lessa, ?a comissão pode oficiar as instituições para tomarem esclarecimentos e informar se foi instaurado algum procedimento no âmbito da fundação, além de averiguar se está havendo uma apuração no Conselho Regional de Medicina?. O objetivo, segundo ela, é apurar se houve erros por parte do profissional que a atendeu e realizar o desfecho do caso.

?O mais precário em tudo isso é a ausência de conhecimento e, no entanto, cabe a nós orientar as famílias prejudicadas?, conclui.

LUCIMAR DA SILVA, MÃE DE ELANE


Caso Elane: morte causada por injeção ainda é um mistério para familiares

Fonte: Denison Duarte