Castrações gratuitas de cães e gatos inicia este fim de semana

Os animais pertencem a famílias de baixa renda cadastradas.

A Universidade Federal do Piauí (UFPI) inicia neste fim de semana, no Hospital Veterinário Universitário, as castrações de cães e gatos. Os animais pertencem a famílias de baixa renda previamente cadastradas no Centro de Zoonoses de Teresina, como determinado no convênio com a Fundação Municipal de Saúde (FMS).

A previsão é de que, neste sábado e domingo, sejam realizadas 20 castrações. “A meta para o primeiro ano do convênio firmado entre Prefeitura e UFPI é realizar 80 castrações de animais machos e fêmeas por mês, sendo 20 por final de semana”, informa Oriana Bezerra, gerente de Zoonoses da FMS. Estes animais receberam a visita de um veterinário para que este se certifique das suas condições físicas antes do procedimento.

O dono do animal que desejar realizar o procedimento de cadastro para a castração precisa se dirigir até a Gerência de Zoonoses – localizado na Rua Minas Gerais, Nº 909, bairro Matadouro, zona Norte – portando RG, CPF, comprovante de residência e algum comprovante de situação de vulnerabilidade. Os cadastros estão sendo realizados no turno da manhã, de 8h às 12h, desde o dia 11 de fevereiro.

Segundo Oriana Bezerra, até o momento 237 animais foram cadastrados. A prioridade é para famílias com até um salário mínimo; as que estão em situação de vulnerabilidade social (falta de saneamento básico, moradia inadequada, desemprego e em áreas de situação de risco epidemiológico) e as inscritas em programas sociais do Governo Federal (Bolsa Família, Passe Livre, Tarifa Social de Energia, Minha Casa Minha Vida, PETI, Projovem Adolescente, outros). Idosos e/ou portadores de necessidades especiais também são prioridade no programa de castração, além de famílias de áreas consideradas prioritárias conforme analise técnicas da FMS/ GEZOON.

 “A pessoa não precisa trazer o animal até a Gerência de Zoonoses para fazer o cadastro, apenas seus documentos, pois o procedimento cirúrgico no animal será realizado na UFPI. Aí sim, no dia determinado, o animal deve ser levado para lá”, afirma Oriana Bezerra.

Fonte: Com informações da Assessoria