Ceapi registra aumento da comercialização de hortifrutis no mês de janeiro

A Ceapi comercializou no primeiro mês do ano 32.439,6 toneladas de hortifrutis, ovos, cereais, pescado e aves

A Central de Abastecimento do Piauí (Ceapi) comercializou, no primeiro mês do ano, 32.439,6 toneladas de hortifrutis, ovos, cereais, pescado e aves. Os números foram divulgados na manhã desta sexta-feira (20), através do boletim mensal elaborado pela Gerência de Mercado do órgão.


Segundo Edmar Vieira, gerente de Mercado da Ceapi, o volume de janeiro significou um crescimento na comercialização, se comparado ao mesmo período do ano passado, quando foram vendidas 28.050 toneladas de alimentos. “Queremos a central piauiense neste ritmo de crescimento sempre. Quanto maiores forem as vendas de produtos no local, mais ficaremos satisfeitos”, disse o gerente de Mercado. “Não mediremos esforços para modernizar e estruturar o maior mercado de distribuição de alimentos do Piauí e, consequentemente, melhorar as vendas a cada mês”, acrescentou ele.

De acordo com o boletim mensal divulgado, a banana, a abóbora, a laranja, o tomate, a cebola, o coco, a melancia, o melão, o repolho, a maçã, o abacaxi, a batata inglesa, o alho, o mamão, a uva, a cenoura e o pimentão foram os hortigranjeiros que tiveram maior movimentação em janeiro e representaram 80% da oferta global.

O grupo das frutas nacionais foi destaque na comercialização do primeiro mês do ano e movimentou 16.236 toneladas de produtos. Já, o grupo das frutas importadas, somam, apenas, 1.963 toneladas. Para João Cícero Lima, auxiliar técnico da Ceapi, o preço é o fator responsável pela grande diferença no volume comercializado entre o grupo das frutas nacionais e importadas. “O consumidor prefere pagar menos e comprar mais. Todas as frutas são gostosas e saudáveis, mas o alto custo de algumas delas é fator determinante para eliminar da sua lista de compras”, disse João Cícero, que trabalha na Central há 34 anos.

Flávia Moura é permissionária da Ceapi há mais de 15 anos e, segundo ela, não há lugar melhor para fazer as compras do que nas lojas e bancas do mercado. “A Central de Abastecimento do Piauí oferece excelentes condições de acesso, facilidades de trabalhos de carga e descarga, estacionamento, ótima localização e preços baixos, se comparados aos praticados em supermercados da capital”, afirma a empresária que vende no atacado e varejo. “Todas essas vantagens vêm atraindo cada vez mais consumidores para o nosso mercado que, por sua vez, estão cada vez mais preocupados com a boa alimentação e saúde”, acrescentou.

Relação dos produtos mais vendidos, com volume em toneladas:

1º - Banana - 4.178

2º - Abóbora - 2.482

3º - Laranja - 2.762

4º - Tomate - 2.018

5º - Cebola - 2.218

6º - Coco - 2.116

7º - Melancia - 1.884

8º - Melão - 1.386

9º - Repolho - 1.280

10º - Maçã - 792

 

Fonte: Portal do Governo