Ceir realiza mutirão para agilizar atendimentos

31 profissionais trabalharam para atender cerca de 70 pacientes

Image title

O Centro Integrado de Reabilitação (Ceir) realizou, durante toda a manhã deste sábado (7), um mutirão de atendimento. Médicos e terapeutas da instituição estiveram mobilizados, no horário de 8h às 12h, na sede do Centro, realizando consultas e avaliações clínicas. O objetivo é reduzir o tempo de espera dos pacientes por atendimento.

O mutirão envolveu 31 profissionais do Centro, atendendo uma demanda de 70 pacientes que tiveram os serviços previamente agendados para reabilitação intelectual e aplicação de toxina botulínica, conhecida como botóx, em pacientes com deficiência físico-motora.

De acordo com o superintendente executivo do Ceir, neurocirurgião Francisco José Alencar, a técnica é extremamente importante para o paciente em reabilitação. "A toxina botulínica provoca um relaxamento na musculatura endurecida. Fazemos essa aplicação de acordo com o que foi planejado em cada paciente e isso facilita para os terapeutas produzirem os alongamentos", explica.

 Francisco da Costa Guimarães Filho é vítima de aneurisma cerebral hemorrágico e faz tratamento de reabilitação no Ceir há um ano e quatro meses. Ele realizou a aplicação da toxina botulínica pela primeira vez. "Estou passando pela psicoterapia e hidroterapia e fico com bastante esperança de que essa aplicação amenize o meu problema", afirma.

José Lucas Cardoso tem oito anos de idade e fez reabilitação físico-motora no Ceir desde a fundação do Centro, em 2008, até este ano, quando recebeu alta. Agora está passando pelos procedimentos para iniciar a sua reabilitação intelectual. "Ele evoluiu muito com todas as terapias a que foi submetido. Além da paralisia cerebral, que motivou o seu tratamento de reabilitação físico-motora no Ceir, ele foi diagnosticado com deficiência intelectual", declara Beatriz.

Image title

Image title


Fonte: Portal MN