Centro Administrativo do Piauí será abastecido com energia solar

O principal foco é a redução do gasto público.

Secretaria de Estado da Administração e Previdência (SeadPrev) e a Secretaria de Estado da Mineração, Petróleo e Energias Renováveis firmaram parceria para instalação de um projeto de energia solar no Centro Administrativo do Estado. Nesta quinta-feira (7), foi realizada uma reunião para tratar sobre o assunto que tem como principal foco a redução do gasto público.

A iniciativa permitirá uma economia de R$ 1,3 milhão por ano para os cofres estaduais. A instalação do sistema deve ter início ainda neste primeiro semestre, de acordo com o secretário da Mineração, Luis Coelho. Serão montadas duas usinas para atender toda a demanda de consumo das secretarias.

"Vamos explorar uma fonte abundante de riqueza natural que é o sol que brilha o ano inteiro aqui no Piauí. A partir desse projeto, montaremos um piloto que deve ser replicado posteriormente em todos os órgãos públicos estaduais", revela o secretário Franzé Silva. Segundo ele, a previsão é que até o fim do ano a energia solar, limpa e de qualidade, esteja em pleno funcionamento no Centro Administrativo.

A minuta do termo de cooperação técnica que o Governo do Estado  assinará com uma empresa alemã para instalação do sistema de Energia Solar Fotovoltaico - o primeiro em órgão público estadual no Piauí - terá uma potência de pico igual a 452,88kWp. A sigla "kWp" vem de "Kilowatt-Pico", unidade para desempenho de topo de um gerador fotovoltaico.

O investimento e a instalação do sistema utilizará os dados e resultados obtidos de acordo com a fonte ElectroGraphics e o Atlas Solarimétrico do Brasil, tendo como referência o local com os dados históricos e de radiação solar nas imediações de Teresina. "Os resultados poderão estimular a administração de outros órgãos públicos e privados a instalarem sistemas de geração distribuída de energia solar fotovoltaica", avaliza o secretário da SeadPrev.


A expectativa é que o sistema entre em funcionamento ainda nesse ano.  (Crédito: Ascom SeadPrev)
A expectativa é que o sistema entre em funcionamento ainda nesse ano. (Crédito: Ascom SeadPrev)
Fonte: Com informações do Portal do Governo