Centro de Referência de Castração de Animais será criado em Teresina

Por meio do convênio, a ser celebrado entre UFPI e FMS, o Hospital Veterinário Universitário se tornaria a referência em castração/esterilização na cidade

Teresina poderá ter um Centro de Referência de Castração de Animais. A possibilidade da criação desse equipamento público está sendo discutida pela Prefeitura de Teresina, por meio da Fundação Municipal de Saúde (FMS), com a Universidade Federal do Piauí (UFPI) e Universidade Estadual do Piauí (UESPI) com o intuito de controlar a natalidade de animais na capital.

Em reunião na reitoria da UFPI  com a participação do presidente da FMS, Luciano Nunes, reitor da UFPI, Arimatéia Dantas, gerente de Zoonones de Teresina, veterinários do Hospital Veterinário Universitário e representante da UESPI ficou definido que será elaborada uma minuta de convênio para transformar o Hospital Veterinário Universitário em um Centro de Referência de Castração de Animais de Teresina.

Por meio do convênio, a ser celebrado entre UFPI e FMS, o Hospital Veterinário Universitário se tornaria a referência em castração/esterilização na cidade, com atendimentos voltados para a população com menor poder aquisitivo, realizando atendimentos em regime de mutirão aos finais de semana a um baixo custo.

“Precisamos de um modelo sustentável e público na nossa cidade para diminuir a superpopulação de gatos e cachorros abandonados, bem como ofertar esse serviço de castração para a população que cria animais, mas não tem condições financeiras para realizar o procedimento. As conversas estão avançando nesse sentido e definimos a possível celebração de um convênio entre FMS e UFPI. O Hospital Veterinário Universitário possui salas de cirurgia e profissionais disponíveis e agora temos que estabelecer um parâmetro mínimo de custo. A UFPI irá elaborar a minuta do convênio para apresentarmos ao prefeito Firmino Filho”, explicou Luciano Nunes.

Além do Centro de Castração, estão sendo discutidas ações voltadas também para a conscientização da população. “Tanto a UFPI quanto a UESPI desenvolvem campanhas de conscientização para evitar o abandono de animais. Portanto, precisamos fortalecer essas campanhas para mudar essa cultura das pessoas de abandonarem animais, especialmente gatos que se reproduzem muito rápido, e que podem se transformar em transmissores de doença. Nossa intenção é evitar também maus tratos e estabelecer uma convivência ética com os animais”, acrescentou o presidente da FMS.

O reitor da UFPI, Arimatéia Dantas, deu todas as garantias para a formalização da parceria com a FMS e UESPI. “Temos todo o interesse em tornar o Hospital Veterinário uma referência para a castração de animais. Estamos com a estrutura disponível, com profissionais e estudantes, e vamos trabalhar para a assinatura do convênio com a Prefeitura de Teresina. A nossa estrutura pode inclusive se tornar uma referência também para a capacitação de veterinários de todo o estado”, disse o reitor.

Fonte: Assessoria